Pular para o conteúdo principal

A Infância e Juventude de Cristo



A Juventude de Cristo

                                  Jesus Nasceu em Belém durante o primeiro recenseamento de César Augusto, datando aproximadamente 6-5 a.C, (entre os meses de Maio e Junho, dezembro é muito frio,invernoso e os pastores não fazem vigílias) mas é tema para acalorados debates, pois há grupos de especialistas que afirmam com toda segurança que Cristo tenha nascido em torno de 5 a.C. Porém, independente disso praticamente todos são unânimes que Jesus, o Cristo tenha nascido à noite, enquanto os Pastores estavam fazendo vigília e guardando o seu rebanho. 


Infância do Messias

 Lc. 2: 21 Quando se completaram os oito dias para ser circuncidado o menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, que pelo anjo lhe fora posto antes de ser concebido.
22 Terminados os dias da purificação, segundo a lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém, para apresentá-lo ao Senhor
23 (conforme está escrito na lei do Senhor: Todo primogênito será consagrado ao Senhor),
24 e para oferecerem um sacrifício segundo o disposto na lei do Senhor: um par de rolas, ou dois pombinhos.

                            Um par de pombinhos como oferta de sacrifício indica que a familia de José era de baixa renda (lv. 12:8). Como pode o Rei dos Reis, Senhor dos Senhores escolher um lar Tão simples quando podia escolher um Palácio como de Herodes ou do Imperador?





                           Com oito dias de Nascido foi conduzido até Jerusalém para ser apresentado e circuncidado no Templo, não era católico apostólico Romano, por que se fosse na ocasião seria batizado e não apresentado.

Lc. 2: 25 Ora, havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem, justo e temente a Deus, esperava a consolação de Israel; 
e o Espírito Santo estava sobre ele.

26 E lhe fora revelado pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ver o Cristo do Senhor.
27 Assim pelo Espírito foi ao templo; e quando os pais trouxeram o menino Jesus, para fazerem por ele segundo o costume da lei,
28 Simeão o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse:
29 Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, segundo a tua palavra;
30 pois os meus olhos já viram a tua salvação,
31 a qual tu preparaste ante a face de todos os povos;
32 luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo Israel.
33 Enquanto isso, 
seu pai e sua mãe se admiravam das coisas que deles se diziam.

Simeão abençoou o casal, não batizou a criança, ele não era um padre e nem um pastor, e sim um sacerdote e profeta, ele profetizava e acreditava em profecias, ao contrário de muitos pastores hoje, que condenam os verdadeiros profetas por causa dos falsos.

Lc.2:34 E Simeão os abençoou, e disse a Maria, mãe do menino: Eis que este é posto para queda e para levantamento de muitos em Israel, 
e para ser alvo de contradição,

35 sim, e uma espada traspassará a tua própria alma, para que se manifestem os pensamentos de muitos corações.



                             No local estava também Ana um Anciã exemplar que apesar da avançada idade ainda orava com freqüência , jejuava e estava sempre presente no Templo. Ana se alegrou ao ver o menino Jesus:


Lc. 2: 36 Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era já avançada em idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade;
37 e era viúva, de quase oitenta e quatro anos. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia em jejuns e orações.
38 Chegando ela na mesma hora, deu graças a Deus, e falou a respeito do menino a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém.
39 Assim que cumpriram tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para sua cidade de Nazaré.



                              Jesus era o Primogenito de José e de Maria, é inventada a tese que José possuia filhos antes de casar-se com Maria.(Mt. 1:25) 
                      
                             Retornou para Belém onde Tendo mais ou menos 02 anos de Idade sofreu a perseguição. o Rei Herodes (Governou cerca de 38 a.C. até 04 a.C) temia-o, apesar de suas impiedades acreditava que aquele menino poderia ser o Rei, e tomar seu Lugar, coisa, que alguns hoje duvidam. Na ocasião Herodes matou degolada dezenas de Crianças cumpriu-se a profecia de Jeremias (Jr. 31:15) foram obrigados a fugir para o Egito. 


A Adolescência do Carpinteiro, Filho do Deus Altíssimo

Lc. 2:40 E o menino ia crescendo e fortalecendo-se, ficando cheio de sabedoria; 
e a graça de Deus estava sobre ele.


                           Com a morte de Herodes por volta de 04 a.C. José e Maria retornam para a Região da Galiléia, mais precisamente em Nazaré onde foi criado (Mt. 2: 12-23) Com 12 anos de idade foi em companhia de José e Maria a Jerusalém celebrar a Páscoa dos Judeus, quando seus pais lhe perderam de vista, retornaram para Nazaré, região da Galiléia (Lc. 2: 41-51)
Nazaré era um vilarejo, onde o Rei do Mundo ficar sem ser percebido, pois o Criador do mundo, não se sentia a vontade com os holofotes voltados para ele, pois Cristo é manso e humilde. Ali em Nazaré poderia crescer e passar toda a sua adolescência trabalhando pesado no oficio de "carpinteiro", junto com José. 
Mesmo assim por seu talento e dedicação, pois tudo que fazia, fazia com dedicação, criatividade, ganhou uma "certa" fama dentro de Nazaré como Carpinteiro. Cristo não foi até a fama, a fama o procurava e veio até para adora-lo como hoje se vêr, até fama e a tristeza saltam de alegria na presença dele. 

 


 Marcos  6:1 Saiu Jesus dali, e foi para a sua terra, e os seus discípulos o seguiam.
2 Ora, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos, ao ouví-lo, se maravilhavam, dizendo: Donde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é esta que lhe é dada? e como se fazem tais milagres por suas mãos?
3 Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? e não estão aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se dele.
                
                        Cristo crescia em sabedoria, estatura e graça como homem, pois como Deus, a sabedoria e graça estavam nele. Deus atendeu a regras do ser humano ao pé da letra, sem violar as regras, como ser humano Jesus quando criança nasceu sem andar e sem falar, o menino crescia como qualquer homem. Na qualidade ser humano ele crescia em estatura, uma média de 1.60 à 1.70 de altura. Na qualidade de Deus Ele é imenso, não tem tamanho.         


“E Crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça,
diante de Deus e dos homens” (Lc.2: 52)

                                Diante dos Homens quer dizer publicamente, descarta-se a possibilidade de Jesus se retirar do convívio do meio da sociedade e viver em mosteiro como os essênios, ou qualquer outra região como alguns cogitam.


Com doze anos de Idade Cristo reaparece instruindo os Doutores da Lei no Templo, depois, ele ocupa- se na função de carpinteiro, até o dia que decidiu ser batizado nas águas por João Batista.  
                               A incredulidade do povo e Nazaré em Cristo, é compreensível porque aquele povo assistiu a infância de Jesus, conhecia Jesus como Carpinteiro. Todos sabiam onde ele morava, o que comia, conhecia José e Maria, seus irmãos e irmãs, sabiam onde funcionava a carpintaria da família, com seus olhos viram Jesus fabricando móveis, levaram móveis para que ele consertasse, já estavam acostumados a vê-lo fabricar arados , muitos eram seus clientes pagavam e outros não pagavam, vem a pergunta quantos moveis Cristo na sua adolescência fabricou para os pobres sem querer receber nada em troca?


     
     
                     O que se passava na cabeça do Cristo trabalhando com a madeira? Sabia que um dia seria crucificado na cruz e como lidava com isso no cotidiano? quantas vezes machucou as mãos trabalhando com a madeira? 

                                  Se o Mestre Jesus estivesse se ausentado de Nazaré e passado um tempo em outras terras, os moradores de Nazaré não estranhavam tanto.  Foi um impacto muito grande ver aquele jovem de quando menino que brincavam com ele de esconde-esconde, e alguns brinquedos da época. Alguns daqueles que contemplaram aquele jovem quando criança no banco das sinagogas aprendendo a ler e a escrever junto com eles, e dividiram o lanche preparado por Maria. 

       
                              O Jesus adolescente nas ruas de Nazaré conversava com os amigos, escutava seus problemas e dava conselhos, mas até então não viram ele pregar para multidões e nem curar enfermos. Viram um Jesus trabalhador, acostumado a trabalhar pesado, sem namorada, com as mãos calejadas, rústico, caprichoso no serviço, eficiente, educado. Olhavam para ele e não se via nada de interessante para que o desejassem (Is. 53: 2,3) alguns Cortavam madeiras e carregavam pesados troncos com ele.

                              Jesus trabalhou com madeira, a mesma madeira onde foi crucificado, ele trabalhava com a madeira  para fazer mesas, armários, camas, cadeiras etc. Do outro lado alguns homens faziam uso da madeira para fabricarem cruzes, ídolos, cruzes para crucificarem os homens. Ainda bem que a fabrica de cruzes para matar os homens foi fechada. Agora os que fabricam cruzes, fabricam crucifixos para lembrarem do Cristo. Alguns fabricam o crucifixo com Cristo pregado e vendem para muitos usarem como ornamento. Qual será o ponto de vista de Deus sobre esse assunto. Ora, ora, Ele reprova taxativamente:

“O carpinteiro estende a régua, emprega a almagra, aplaina com o cepilho, e marca com o compasso; e faz o seu deus a semelhança de um homem, segundo a forma dum homem, par ficarem casa. Tomou para si cedros, ou toma um cipreste, ou um carvalho, e esforça-se contra as árvores do bosque, planta um olmeiro, a chuva o faz crescer. Então servirão ao homem para queimar; com isso se aquenta, e coze o pão; também faz um deus, e se prostra diante dele; fabrica uma imagem de escultura, e se ajoelha diante dela.” (Is. 44: 13-15)

                               Destes fabricantes de imagens, a idolatria assaltou-lhes as vistas untando seus olhos com falsa religiosidade, fecharam os olhos para a verdade e entraram em sono profundo,  vivem sonhando com outro mundo, o mundo das aparências, o mundo que se vive de vista e não de fé. Seu raciocínio se tornou cauterizado, incapaz de esclarecer o erro que estão cometendo, estão embaralhados entre sonho e realidade. Se não acordarem a tempo suas almas serão lançadas no inferno. 

                                   De Repente o povo de Nazaré assiste o mesmo carpinteiro que fabricava móveis e jugos de cargas, estendendo as mãos e curando todas as sortes de moléstias, expulsando demônios, curando paralíticos, cegos surdos e daí em diante. Perguntavam consigo mesmo, onde ele aprendeu isto? De onde lhe veio essa sabedoria, esse poder para operar tantos milagres? Não este o carpinteiro acostumado a trabalhar pesado com madeiras em nosso meio, acostumado a comprar madeira de nós e pagar? Não estão conosco sua Mãe e seus irmãos com suas irmãs? E ficavam maravilhados.                        

                                 Os habitantes de Nazaré, são os mesmos que se encontra em algumas, representam algumas pessoas, que julgam as pessoas pelo exterior, ignoram o interior, valorizam aquilo que os olhos vêem, desprezam o que não podem ver, esquecem que o Invisível é eterno e o visível perece. (2 Co. 4:18) O Povo de Nazaré precisava olhar para os milagres que Cristo fazia em nome de Deus, apagar o preconceito contra o carpinteiro e sua família. Avaliam as pessoas pela roupa, pelas suas origens, pelo seu passado, pela fala, pela aparência e assim diante.

                              Ainda bem que Deus usa as coisas de4sse mundo para confundir as sábias e as grandes para desmontar as pequenas (1 Co. 1: 27)

                                    Nazaré não esperava que aquele menino submisso aos pais, que aprendeu com José o ofício de carpinteiro, que cresceu ali diante de todos, prestando serviço de carpintaria a todos. 
                                 Segundo a Tradição o Jesus adolescente precisou trabalhar muito como carpinteiro para manter a família com a morte de José. Nota-se nos relatos Bíblicos a ausência de José depois dos Doze anos de Jesus, o que muitos declaram que José tenha falecido , quando Jesus ainda jovem, Maria estando viúva agora com pelo menos sete filhos: Judas, Simão, José e Tiago, incluindo Jesus e pelo menos duas irmãs. Como carpinteiro ficou conhecido de todos e cidades circunvizinhas, trabalhou até que eles pudessem crescer e se manter (Mc. 6:3/ Mt. 13: 55, 56) o carpinteiro naquele tempo fabricava implementos agrícolas como arado, jugos, fabricava também móveis e consertava, era um trabalho lucrativo e pesado. Na antiguidade o oficio de carpinteiro estava no sentido de escultor, artesão que trabalhava com metal, pedra e madeira.

                                    Justino Mártir em 160 d.C. disse que no seu tempo procuravam-se artigos fabricados por Jesus. 


Conclusão: 




                     Com doze anos de Idade Cristo reaparece instruindo os Doutores da Lei no Templo, depois, ele ocupa- se na função de carpinteiro, até o dia que decidiu ser batizado nas águas por João Batista, contava com quase 30 anos.



Lc. 3: 23 Ora, Jesus, ao começar o seu ministério, tinha cerca de trinta anos; sendo (como se cuidava) filho de José, filho de Eli;


                   Dai em diante tem inicio o seu Ministério Profético conforme as Escrituras Sagradas. Antes de ser batizado e ser tentado durante 40 dias de jejum e oração não realizou nenhum milagre, seu primeiro foi em Caná, num casamento, antes disso não realizou nenhum.

 João 2: 7 Ordenou-lhe Jesus: Enchei de água essas talhas.
 E encheram-nas até em cima.
8 Então lhes disse: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E eles o fizeram.
9 Quando o mestre-sala provou a água tornada em vinho, não sabendo donde era, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água, chamou o mestre-sala ao noivo
10 e lhe disse: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.
11 Assim deu Jesus início aos seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele.


 compare 

47 Quando ele soube que Jesus tinha vindo da Judéia para a Galiléia, foi ter com ele, e lhe rogou que descesse e lhe curasse o filho; pois estava à morte.
48 Então Jesus lhe disse: Se não virdes sinais e prodígios, de modo algum crereis.
49 Rogou-lhe o oficial: Senhor, desce antes que meu filho morra.
50 Respondeu-lhe Jesus: Vai, o teu filho vive. E o homem creu na palavra que Jesus lhe dissera, e partiu.
51 Quando ele já ia descendo, saíram-lhe ao encontro os seus servos, e lhe disseram que seu filho vivia.
52 Perguntou-lhes, pois, a que hora começara a melhorar; ao que lhe disseram: Ontem à hora sétima a febre o deixou.
53 Reconheceu, pois, o pai ser aquela hora a mesma em que Jesus lhe dissera: O teu filho vive; e creu ele e toda a sua casa.
54 Foi esta a segunda vez que Jesus, ao voltar da Judéia para a Galiléia, 
ali operou sinal.

O Ministério de Jesus com quase 30 anos de idade era seguinte forma Resumida:

 Isaías  61 

1 O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;
2 a apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; 
a consolar todos os tristes;
3 a ordenar acerca dos que choram em Sião que se lhes dê uma grinalda em vez de cinzas, óleo de gozo em vez de pranto, vestidos de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantação do Senhor, para que ele seja glorificado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Cabelo da Mulher Cristã- Nove (09) Lições Bíblicas

Referencias: 1ª Co. 11:4-15/ 1ª Tm. 2: 9,10/ 1ª Pe. 3: 1-3

                           Três passagens bíblicas utilizadas por “teólogos” radicais, com estilo farisaico, para proibir as tranças, cortes e frisados nos cabelos, além do uso de jóias.  Mas em destaque nesta postagem, é o cabelo da Mulher Cristão. Temos postagens que tratam do uso de jóias nos seguintes sites:
Deus condena o uso de Jóias?  
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2011/10/deus-condena-o-uso-de-joias.html
O Uso de Jóias segundo Paulo e a Bíblia
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2013/01/o-uso-de-joias-segundo-paulo-e-biblia.html
Nove Lições sobre o Cabelo da Mulher Cristã segundo a Bíblia:
1.Cabelo longo da mulher cristã lhe é Honroso 2.Cabelo tosquiado/rapado na mulher cristã é Desonroso 3.Cabelo longo da mulher é sinal de poderio sobre os anjos 4.Cabelo longo em lugar do véu 5.Um traje modesto com pudor é mais importante que uma trança atraente 6.O Enfeite interior da mulher cristã vale mais do que um enfe…