Pular para o conteúdo principal

Aprendendo com o Centurião de Cafarnaum







O Centurião de Cafarnaum (Mt. 8: 5- 13).

                        Retornando para Cafarnaum, chegou junto dele um Centurião, chefe de pelo menos 100 soldados romanos, era homem de alta patente, de autoridade, respeitado e temido, porém muito humilde e de Bom coração, preocupado com um de seus servos, mas precisamente um criado, algo incomum, pois muitos patrões naqueles tempos como hoje não se preocupavam com seus criados. O Centurião faz Rogos a Cristo crendo que bastava apenas uma Palavra de Cristo para seu criado ser curado da enfermidade e dos espíritos malignos. Ele acreditava que assim como possuía autoridade para comandar homens para sair e para voltar Cristo também possuía Poder e Autoridade para apenas com Palavra Ordenar os demônios saírem ou voltarem.

 O Centurião dispensou a Soberba (Orgulho) - Sendo chefe de pelo menos 100 soldados romanos poderia querer forçar Jesus realizar o milagre. Mas fez suplicas 
à Jesus ao invés de dá ordens ( ele poderia tentar intimidar a Jesus pois os Soldados Romanos eram muito temidos)
Como era um dos colaboradores da Sinagoga Judaica poderia se achar no direito de exigir alguma coisa, no entanto não exigiu nada da Sinagoga e nem de Jesus. Fez apenas rogos, não em seu favor, mas em favor de um de seus criados, pois estava preocupado, evidentemente aquele homem estava desenganado da medicina.

O Centurião Usou de Humildade - Aproximou-se de Jesus fazendo suplicas em favor de um de seus subordinados. Não se achou digno de receber Jesus debaixo de seu teto. Mesmo sendo uma grande autoridade de Roma, representante maior e legal do Império Romano dentro de Cafarnaum. 

Dispensou o Egoísmo (Amor excessivo a si próprio) – Poderia se aproxima de Cristo e pedir alguma coisa em seu favor pessoal, pedir algo para si mesmo, mas não fez isso. Pensou em seu criado enfermo e atormentado sem remédio, e incurável para medicina. 

Usou o Amor fraternal (Amor ao próximo) – Rogando em favor de seu criado 
Buscou o Bem estar de seu Criado, sem se preocupar consigo mesmo.  

Dispensou a Incredulidade – Vendo seu criado paralítico e violentamente torturado poderia duvidar do potencial de Jesus, como muitos em Cafarnaum. Não deu ouvidos a ninguém, deu credito a pregação de Cristo e tinha temor de Deus, para investir na Sinagoga, como ele investiu deveria ser um assíduo freqüentador da Sinagoga e conhecedor da Palavra de Deus sobre o Messias. Nem todas as Sinagogas e Fariseus eram contrários a Cristo.

Usou de Fé – Acreditou que Jesus era capaz de Apenas com uma Palavra de Ordem de longe curar seu Criado fazendo a paralisia e todo tormento ir embora e fazer seu Criado andar em paz. O Centurião reconhecia o Poder e a Autoridade de Cristo sobre as Doenças e todo mal/ Nós podemos usar essas virtudes do Centurião em nossas vidas. 

O que encontramos no local

Centurião muito rico e generoso que  fala rogando a Cristo
- Humildade notável 
- Uma Declaração de Fé a tal ponto de deixar Jesus admirado
- Longe dali Um Criado jazendo na cama paralítico e violentamente atormentado
- Uma Palavra que emite Esperança: Eu Irei e lhe darei Saúde...
Cenário perfeito para o milagre acontecer.

Ingredientes para um Milagre

- Uma Pessoa que necessita de um milagre
- Intercessores fervorosos
- Humildade
- Um Deus que tudo pode
- Uma Palavra de Ordem Vinda de Deus para a cura acontecer
- Um Homem que vai à casa de Deus e investe 




A Cidade de Cafarnaum

                           Uma Cidade construída de forma octogonal dividida por uma importante estrada Comercial que liga o Egito e a Síria com destino até Damasco. Ficava ao lado do famoso Lago da Galiléia, região pesqueira, Cafarnaum ocupava os confins territoriais de Naftalí e Zebulom (Mt. 4: 13) O Nome Cafarnaum significa ‘Aldeia de Naum ou Consolação. ’ 

                                 Na Cidade havia Coletoria de Impostos, onde Mateus trabalhava, havia uma Sinagoga construída pelo Centurião citado em Mateus 8: 5-13, e possivelmente uma Centúria, devido ao fato do centurião residir na Cidade e comandar pelo menos 100 soldados romanos. Entre os moradores da cidade o mais ilustre era Jesus (Mt. 4: 13,15) Pedro e Mateus também moravam na cidade.

                                 As Vantagens de uma pessoa comum morar em Cafarnaum, não faltavam pão e água, uma cidade bem regada e por isso fertil, banhada pelo Mar da Galiléia (Grande Lago de água doce) estava logo ali com uma linda paisagem, onde se podia pescar livremente. A nível de segurança continha uma Guarnição de Militares romanos (Mt. 8: 5), a cidade oferecia resistência imediata em caso de invasão. Possuia uma Estrada Comercial que atravessava a cidade além de facilitar o comércio facilitava também o acesso para o Egito, Síria e Damasco. Ficava praticamente na divisa de dois reinos Herodes Antipas e Herodes Filipe.

                              No Campo religioso contava com uma Sinagoga, veja a foto da suposta Sinagoga construída com a ajuda do Centurião.























Possivelmente nesta Sinagoga conforme escreveu o Evangelista Marcos. Jesus orava constantemente e pregava surpreendendo as multidões (Mc. 1: 22,23). O que surpreende é o uso de mármore branco decorado, caríssimo, neste tipo de construção era comum o uso basalto preto, o mais popular e mais barato porque era facilmente achado no local. As paredes da Sinagoga é de pedra calcárea, pilares de mármore, vigas decorativas e capitéis Coríntios. Isto indica como Centurião colaborava com a construção da Sinagoga, ele possuía um coração extremamente generoso.
    
                                    Entre estas colunas de mármore muitas vezes Jesus andou orando em Espírito, realizando milagres e Maravilhas para honra e gloria do SENHOR, essa estrutura resistiu aos séculos para testemunhar o Ministério Profícuo de Cristo Jesus em Cafarnaum. Hoje à Céu aberto, o céu servindo como teto. Passa para nós uma lição tremenda:
  • As pedras clamariam a Deus se preciso fosse,
  • Seriam capazes de gerar filhos de Israel, porque recebiam a Palavra do Filho de Deus e guardava em seu interior, coisa que os filhos de Israel e muitos de nós se recusávamos a fazer.
    CAFARNAUM UMA CIDADE QUE SE TRANSFORMOU EM RUÍNAS



Cafarnaum por causa da Incredulidade de seus habitantes se transformou em Ruínas. Jesus profetizou: “E, tu, Cafarnaum, que te ergues até aos céus, serás abatida até aos Infernos; porque, se em Sodoma tivesse sido feitos os prodígios que em ti se operam, teria ela permanecido até hoje”. (Mt. 11: 23) O Orgulho de seus moradores foi abatido, o que sobrou foi pedra sobre pedra.

                            A Suposta casa de Pedro e a Sinagoga branca estão localizadas próximo ao Lago de Genezaré. Supõe-se que a filha de Jairo, era chefe dessa Sinagoga, ela foi ressuscitada por Cristo com Base no relato Bíblico. Em S. Marcos 5: 21 a 43, quando Jesus havia chegada de barco da região de Gadara, onde havia libertados dois homens possessos de espíritos malignos (Mt. 8: 28-34/ Mc. 5: 1-20) 


Conhecendo uma Sinagoga (vídeos)




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Cabelo da Mulher Cristã- Nove (09) Lições Bíblicas

Referencias: 1ª Co. 11:4-15/ 1ª Tm. 2: 9,10/ 1ª Pe. 3: 1-3

                           Três passagens bíblicas utilizadas por “teólogos” radicais, com estilo farisaico, para proibir as tranças, cortes e frisados nos cabelos, além do uso de jóias.  Mas em destaque nesta postagem, é o cabelo da Mulher Cristão. Temos postagens que tratam do uso de jóias nos seguintes sites:
Deus condena o uso de Jóias?  
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2011/10/deus-condena-o-uso-de-joias.html
O Uso de Jóias segundo Paulo e a Bíblia
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2013/01/o-uso-de-joias-segundo-paulo-e-biblia.html
Nove Lições sobre o Cabelo da Mulher Cristã segundo a Bíblia:
1.Cabelo longo da mulher cristã lhe é Honroso 2.Cabelo tosquiado/rapado na mulher cristã é Desonroso 3.Cabelo longo da mulher é sinal de poderio sobre os anjos 4.Cabelo longo em lugar do véu 5.Um traje modesto com pudor é mais importante que uma trança atraente 6.O Enfeite interior da mulher cristã vale mais do que um enfe…