Pular para o conteúdo principal

Cura de um Paralitico



      
                                   Quatro homens movidos de intima compaixão de seu companheiro paralítico decidiram leva-lo a Cristo com a Convicção que ele seria curado. Estes quatro homens estavam dispostos a levá-lo a qualquer custo. No entanto o paralítico estava desanimado e com a consciência pesada:

- “Do que me adianta ir até lá Deus, não me perdoará o mal que cometi”. Mas não disse nada a seus companheiros. Dizia mais a seus companheiros:

- “Não posso ir sou paralítico”. Mas os quatro homens insistiam: Não se preocupe nós te levamos. Quando? Perguntou o paralítico.
                                    
- Hoje, agora mesmo! Vamos providenciar uma maneira de levá-lo deitado confortavelmente

                                            Pois o Paralítico disse: Vai ser muito penoso vocês me levarem, sou pesado.  

- Não, nós vamos dar um jeito.

                                            Depois de muita reluta Os quatro convenceram o enfermo a ir até Cristo. Improvisaram um meio de carregar homem em quatro, cada um numa extremidade, assim o peso dividido, ninguém se sacrifica.

                                            Levaram o homem até a casa de Jesus, lá chegando avistaram uma multidão, o paralítico logo disse:

- Não falei para vocês, não tem jeito! Não tem nem como vocês entrarem na casa.

- Um deles exclamou: Estou com uma idéia!

- Qual? Perguntaram. Ele respondeu:

- Subiremos no telhado, retiramos as telhas com cuidado e introduziremos nosso companheiro no interior da casa, importa que ele receba o milagre.

- Escuta! Exclamou um deles, este Jesus vai ficar bravo!

- Que nada este Jesus é muito amoroso e gentil, logo ele vai entender porque estamos fazendo isso. Parece que ele Ler os pensamentos da gente sabe?

- “Então vamos logo!” Disse um deles.

                 Aproximaram-se da casa pedindo licença para a multidão, chegaram perto do telhado subiram dois, um destelhava e outro arrumava as telhas para recolocá-las, enquanto os outros dois ficaram em baixo com o paralítico numa sombra.

- Jesus percebeu que tinha gente no telhado e não se incomodou, estava tão concentrado em seu ensino que nem ligou, olhou para cima deu um sorriso e continuo seu belo ensino. O povo também não se importava o ensino estava muito bom e interessante, nunca se tinha visto em Israel alguém que ensinasse de forma tão agradável.

- Um dos que estava destelhando disse: Olha o Mestre Jesus viu a gente retirando as telhas e nem se quer olhou de cara feia, apenas olhou e deu lindo sorriso, agora vamos.

                                            Enquanto estavam destelhando um deles providenciou uma corda para amarrar o leito e conduzi-lo até o telhado. Terminando de destelhar fazendo um buraco o qual facilitava o serviço a ser feito. Amarraram uma corda e colocaram o paralítico em cima do telhado, dois embaixo e dois em cima. Puxaram o homem com cuidado e desceram o homem através do buraco.

                               Colocaram o homem bem perto de Jesus, chamou atenção de todos. O paralítico ainda assim estava desanimado com um peso de culpa enorme na consciência. Cristo vendo a Fé deles enquanto desciam o homem, olha para o Paralítico e diz:

- Filho, tem bom Ânimo, teus pecados estão perdoados.

                                         Quando Jesus disse isso parece caiu um fardo que pesava toneladas, nos ombros do paralítico, seu semblante mudou na hora. Ele pensou com ele mesmo:

-Aquele mal tão grave que cometi, estou perdoado, estou perdoado, achei que nunca Deus me perdoaria. Já me sinto tão bem. Realmente este tal de Jesus é amoroso e gentil, Ele transmite uma paz interior tremenda.
                                        Então olhou para cima sorrindo vendo dois de seus amigos, que também riam.

                                          Os fariseus e escribas ficaram indignados com a fala de Jesus para o paralítico e no fundo de seu coração pensavam:

- Quem é este que blasfema? Quem pode perdoar pecados, senão Deus?
  
                                            No mesmo instante Jesus se dirige aos escribas e fariseus pegando eles de surpresa:

-Porque pensais mal em vossos corações?Pois qual é mais fácil? Dizer: Perdoados te são os teus pecados, ou dizer: Levanta-te e anda?

                                          Todos consigo mesmo responderam dentro de si: é mais fácil dizer: Perdoados estão teu pecados.

                                            Para que todos soubessem que quem estava ali dentro não era outro, senão o Filho do Homem, prometido por Deus desde os tempos mais antigos Jesus ordenou ao Paralítico.

- Levanta-te, toma a tua cama, e vai para tua casa.




                                            O homem logo se levantou diante de todos, tomou a cama que estava deitado, e foi para casa GLORIFICANDO A DEUS. Todos ficaram maravilhados, e também glorificavam a Deus, cheios de temor.

                                        Lá do telhado os dois amigos começaram a Glorificar a Deus, do lado de fora da casa, os dois ouviam somente o barulho de Gloria a Deus, mas não entendiam o porque de tanta Glória a Deus. De repente viram sair pela porta o seu companheiro que era paralítico com a cama nas Glorificando a Deus, caminhando firme, o que contagiou os mesmo de tamanho temor e passaram a glorificar a Deus também. Junto com eles a multidão que estava de fora lembraram da cena que viram daquele homem carregado por seus companheiros e diziam entre si:

- Hoje vimos prodígios, Gloria a Deus, Gloria a Deus.

                                   Outros cheios de temor diziam: Nunca tal vimos, gloria a Deus nas maiores alturas.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")