Pular para o conteúdo principal

O Homem da Mão Mirrada: Conjectura Bíblica



  
                                          Havia um Homem com uma Mão mirrada de uma cidade longínqua (Mc. 3: 7,8) ele ouvia falar de Jesus, ouvia coisas inacreditáveis, que nunca se tinha visto em Israel (Mc. 2: 12) Este homem levava uma vida de derrota, de miséria, de fracassos, vergonha e desprezo.

                                            Ele não podia fazer qualquer trabalho, pois sua mão era mirrada, ganhava muito pouco mal dava pra ele, se sentia humilhado e com vergonha, devido ao seu soldo que era muito pouco, ele era obrigado a pedir esmolas e ajuda para outros, quando queria fazer algumas atividades simples, mas sua mão ressequida o impedia. O Homem convivia com sua mão 24 horas, às vezes era vitima de chacotas por causa de sua mão, aquela mão pra ele se tornou um pesadelo.

                                            Lembrava com saudade dos velhos tempos que tinha sua mão saudável, quando fazia de tudo, era cortejado pelas mulheres, não dependia dos outros para fazer algumas tarefas fáceis com as duas mãos normais. De repente sua vida virou pelo avesso, uma misteriosa doença contagiou sua mão e ela como a secar, aquilo causava desespero, dor, angustia e uma constante preocupação com o futuro:

                   - Será que essa doença vai tomar todo o meu corpo? Minha morte deve ser lenta e agonizante, meu Deus o que será de mim? Não posso nem pensar em constituir família, qual Mulher vai querer um homem com uma Mão Mirrada? Até minha namorada me largou com medo de se contagiar com a doença, Aliás, não só ela, as pessoas, também têm medo de chegar perto de mim por que acha que a doença e contagiosa.

                                            Chegou ao seu conhecimento que Jesus de Nazaré morava em Cafarnaum (Mt. 4: 13) decidiu ir até lá. Sua jornada foi longa teve que passar além do Jordão e pelos arredores de Tiro e Sidom No caminho encontrou muitas pessoas de vários lugares, Jerusalém, Iduméia, região da Judéia, (Mc. 3: 7,8) que também estavam de caminhada para encontrar esse tal de Jesus, a cada passo sua esperanças crescia.

                                 Chegou cansado num sábado e perguntou para um dos transeuntes:

- Onde acharemos esse Jesus?

                    - O Transeunte respondeu: Onde encontrar esse Jesus? ! Dizem que ele sempre vai as Sinagogas, lá é o lugar certo para encontrá-lo. Afinal é na casa de Deus que podemos receber milagres (Lc. 6:6)

                                            Ele não retrucou, procurou uma Sinagoga, o que não era difícil de achar, porque todos na cidade freqüentavam, achou uma e ficou sabendo que Jesus viria ali mais tarde.

                                            A Sinagoga era uma espécie de Centro Social, onde várias pessoas se encontravam, onde os judeus educavam seus filhos em horários específicos, local que as pessoas ouviam a Mensagens de Deus e oravam.  

                                            Mas inquietações da alma começaram e as nuvens das duvidas e ansiedades chegaram sem convites, então tratou de achar uma Sinagoga e desconfiando que na Hora da reunião tivesse muita gente decidiu tomar um banho no Lago de Genezaré para tirar o cansaço e a poeira da estrada e foi logo para Sinagoga, dizia a si mesmo:


-Pois na casa de Deus é bom à gente se apresentar bem, basta essa mão ressequida. 

                                            Lá chegando já tinha bastante gente, mas achou um lugarzinho vazio, na frente, ele queria ver esse Jesus de perto e ouvir os seus ensinos que diziam que sua Mensagem tinha autoridade e poder. (Mt. 7: 29) qualquer coisa quando ele terminar o sermão eu toco nele e fico curado. 

                                            De uma hora para outra, Jesus chegou sem alarde, sem pompa, humilde e manso (Mt. 12: 19/ Mt 11: 29) na medida em que ele falava uma Paz inigualável se expandia, o Espírito de Deus repousava nele (Mt. 12: 18) Aquele homem com a Mão Mirrada orava:

                        “Senhor! Sinto-me uma cana quebrada, um pavio que fumega, estou com medo, aqui tem fariseus e escribas para acusar Jesus, parece que eles estão cegos...”.

                           Foi interrompido, Jesus pede para que se coloque de pé e venha ao centro onde ele está.

                                   O Homem da Mão Mirrada começou a se alegrar e nos seus pensamentos dizia:

- Meu Deus! Ele pede para eu me levantar, ele não me quer sentado, ele me chama para o centro, onde ele está. Jesus me quer ao lado dele no centro de tudo, já me sinto bem, me sinto como uma ovelha, inocente e perdoado de todos os meus pecados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")