Pular para o conteúdo principal

Cristo no Centro das Sete Igrejas da Ásia




Ap. 1: 10 Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de trombeta,
11 que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia e a Laodicéia.
12 E voltei-me para ver quem falava comigo. E, ao voltar-me, vi sete candeeiros de ouro,
13 e no meio dos candeeiros um semelhante a filho de homem, vestido de uma roupa talar, e cingido à altura do peito com um cinto de ouro;
14 e a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve; e os seus olhos como chama de fogo;
15 e os seus pés, semelhantes a latão reluzente que fora refinado numa fornalha; e a sua voz como a voz de muitas águas.

                             Alguns interpretam o Cristo de modo literal com olhos de fogo, pés de latão reluzentes... Todavia o livro de Apocalipse é um livro que utiliza muitas simbologias. Vamos analisar o a passagem respeitando o texto sagrado.
Primeiro Ponto a Analisar é que o Apostolo João usa o termo “SEMELHANÇA” (sig.: Parecido, não igual), isso  indica que não podemos interpretar de modo literal o texto e sim simbologia.
·         Os Sete Candeeiros de Ouro: São as Sete Igrejas da Ásia (Ap. 1: 20)  
·          No Meio dos Sete Candeeiros: indica o Cristo como o Centro das atenções das Igrejas e o Alvo Perfeito daqueles que buscam a Salvação
·          Semelhante ao Filho do Homem, Cristo apareceu com um corpo semelhante ao terreno o qual João conheceu
·         Vestes Talar: (linho) Devidamente bem vestido e com Autoridade
·         Cinta de Ouro: Campeão Dos Campeões e Reis dos Reis
·         Cabelos Brancos: Sinal de Santidade e Eternidade, o Ancião de Dias  o que já existia antes da fundação da Mundo e vive para sempre
·         Olhos como Chamas de Fogo:  Não significa que os olhos de Cristo são duas tochas de fogo. Na verdade o que o apostolo coloca é que o ‘OLHAR’ de Cristo é penetrante e nada pode se ocultar; Ele perscrutar o interior da alma; ler as mentes e o coração pensamentos; ver o passado e o futuro. Um Olhar que emite luz em meio às trevas.
·         Pés semelhantes ao Bronze: Preparado para a Guerra, pronto para caminhada triunfante em favor da Igreja, capaz de pisar espinhos, obstáculos...
·         E a sua voz como a voz de muitas águas: Voz Audível e de Autoridade, Estarrecedora...  Emissão em abundancia de sabedoria e Poder; capaz de afogar a ignorância e o pecado dos homens.
·         Da sua boca lhe sai uma Espada de Dois Gumes: É a Palavra de Deus, Cristo só fala com base e inspiração na Escritura Sagrada da qual ele em Conexão como o Pai é o Autor e Consumador. (Hb. 4: 12)
·         O seu Rosto brilhava como o Sol: Ele é a Luz do Mundo, a Gloria de Deus que dissipa toda e qualquer treva.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")