Pular para o conteúdo principal

A Ressurreição de Talita Cumi, filha de Jairo



      Tudo indica que Jesus foi para a Confederação de Decápolis apenas com a finalidade de expulsar os demônios. Retornando para o lado ocidental do Lago da Galiléia (Lago de Genezaré) encontrou uma multidão que o aguardava, esta multidão não estava preocupada com horário que ele voltaria ou não, também não se importava se ele viesse no outro dia. A Multidão era insistente e carente, esta multidão persistia em acompanhar Jesus onde ele fosse, porque sentia conforto em suas palavras, Paz com a sua presença, Jesus era tudo que eles queriam. Comparamos essa multidão como uma criança correndo ao encontro do Pai, ou querendo ser posta no colo da Mãe, uma multidão carente.

                      Chegando Jesus na margem, para surpresa de muitos estava ali um dos Principais da Sinagoga, por nome de Jairo, aguardando ansiosamente Jesus Cristo. Este Jairo não estava preocupado com as conseqüências que poderia sofrer entre os fariseus, ele lançou por terra toda barreira das tradições farisaicas, trocou o orgulho pela humildade, chegando ao ponto de se prostrar aos pés de Jesus diante da multidão, coisa que poucos se habilitavam a fazer, até mesmo cidadãos comuns. Note que são poucos que os Evangelistas citam se prostrando diante de Cristo.  Observa-se que Jairo se prostrou aos pés de Jesus. Os Rogos de Jairo eram insistentes dizia: ‘Minha Filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponha as mãos para que sare e viva’. (Mc. 5: 23) Jairo acreditava que Jesus poderia expulsar aquela enfermidade com apenas um toque de sua mão.

                            Jairo era mais um na multidão como a mulher que tinha Fluxo de Sangue (Mc. 5: 23-25). A Multidão e a concorrência sempre foi um obstáculo para quem deseja alcançar alguma coisa. Para vencer a multidão só há duas saídas: Esforço Máximo e Perseverança. Jairo e a Mulher que tinha fluxo de sangue se destacam na multidão por causa desses dois fatores.

                           Jairo era mais um na multidão, um Pai desesperado com uma filha semimorta em sua casa, ele presenciou o milagre de ‘Certa Mulher’ que tinha uma hemorragia. Percebeu que com uma simples toque a mulher ficou livre de um mal que padecia há doze anos, quase a idade de sua filha. Porém, assim que viu o Milagre, ouviu alguém chegar com uma triste noticia: ‘A Tua Filha está morta; para que enfadas mais o Mestre?’ Estes que lhe trouxeram a triste noticia eram seus ‘amigos’. Neste momento Jairo temeu e sua fé abalada, pois enquanto havia fôlego de vida em sua filha havia esperança, mas havendo morrido as esperanças acabavam. Jesus percebeu este impacto em Jairo e dia para Jairo: ‘Não temas, Crê Somente’. (Mc. 5: 35)

Por alguma razão não permitiu que ninguém lhe acompanhasse, mas Pedro, Tiago e João. Chegando à Casa do Principal da Sinagoga vê o tumulto, a agitação, Balburdias, enquanto outros choravam muito e Pranteavam. Entrando na casa pergunta os motivos do alvoroço e do choro, e como Doutor profundo conhecedor da vida e da morte, diz que a menina não esta morta, mas dorme. Sem o menor respeito aos sentimentos de luto da família, eles riam. Jesus não tolera esse tipo de coisa, faz que essa gente saia do local. Chama Jairo e sua mulher, chama os discípulos Pedro, Tiago e João, e se dirige até onde a menina estava deitada. Toma a Mão da Menina e expressa:
‘Talitá Cumi, que traduzido é: Menina a ti te digo: Levanta-te’. Logo a menina Levanta e anda para honra e gloria do SENHOR, possivelmente no dia de seu aniversário, completando os doze anos naquele dia (Lc. 8: 42) Com cinco testemunhas tomadas por um grande assombro com o Milagre que foi realizado, entretanto Jesus pede segredo e pede para dá alimento para a menina.


   Marcos 5: 23
Minha Filha está Moribunda... A Filha de Jairo estava jazendo a beira da morte, morrendo, ela estava em estado Agonizante. A Agonia da menina contagiava á todos, por verem a menina naquele estado sem ter condições de fazer nada. Provavelmente como a Mulher do Fluxo de sangue, Jairo também estava desenganado da medicina.

...Rogo-te que Venhas... Jairo suplica, que Jesus venha para ele, que Jesus venha a sua casa, venha para sua vida, um convite que Jesus não recusaria nunca. Jairo não estava preocupado com que os Fariseus e os outros diriam dele. Estava desejoso de ver Jesus entrar em sua casa.

 ...Imponhas as mãos para que Sare e Viva... Uma Fé madura, isto prova que Jairo já conhecia Jesus, ao menos de longe, e sabia que tinha poder para Curar sua Filha. Por Pior que fosse o estado de saúde de sua Filha, Jairo tinha certeza que no momento que Jesus impondo as mãos, a menina iria SARAR E VIVER. O Quadro de doença e morte seria troca por um     Quadro de Saúde e Vida.


Breve Hermenêutica: Mc. 5: 34.

Filha... Jesus expressa o seu Carinho Paterno, a fazendo reconhecer a sua adoção, a chamando de Filha.
...A Tua Fé te Salvou...  A Fé pode nos salvar de flagelos, inclusive do flagelo eterno. A ‘Certa Mulher’ foi salva de seu flagelo físico que lhe atormentava há doze anos.
... Vai em Paz... Ela precisava de Paz, agora podia Sonhar novamente, estava com saúde, podendo trabalhar, casar e constituir uma família, sua vida voltava ao normal.
...Sê curada deste teu Mal... Não foi uma enfermidade posta pelo diabo, mas uma enfermidade provocada pelo próprio corpo dela, a consumação da cura foi anunciada na boca de Jesus, a partir do momento que Ele fala a Benção esta consumada.



              
Esboço:

  
Material de Apoio Capítulo 5
Mc. 5: 30- Poder= Gr. Dunamis palavra indicada para identificar milagres, o poder sobrenatural e pessoal de Deus.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")