Pular para o conteúdo principal

Simão, o Mágico


                                   Quando o Evangelista Filipe desceu para a Cidade de Samaria, conseguia atrair multidões anunciando o Evangelho puro e genuíno do Senhor Jesus, com muita unção, com Sinais e Prodígios realizados por meio da fé em Nome de Jesus Cristo. Tal manifestação do Espírito Santo por meio de Felipe chamava a atenção de todos, em especial a atenção do mágico Simão.
                                    O Mágico Simão queria entender, aprender com Filipe como se expulsava demônios, e como os paralíticos e coxos eram curados. As Mágicas de Simão eram impressionantes, o povo de Samaria ficava pasmo diante de seus truques, ganhando a confiança de todos: Este é o Poder de Deus que se chama Grande.” (At. 8: 9-11)

                                   Simão viu em Filipe uma ameaça real, pois Filipe atraia as multidões, e todos concordava com as mensagens pregadas por Filipe e os sinais e prodígios realizados por meio de Filipe eram notáveis. (At. 8:5-7)
                                   A Mensagem pregada por Filipe era tão convincente e ungida que o próprio Simão o Mágico, vendo multidões sendo batizadas resolveu ser batizado por Filipe.
At. 8: 12 Mas, quando creram em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus e do nome de Jesus, batizavam-se homens e mulheres.
13 E creu até o próprio Simão e, sendo batizado,
 ficou de contínuo com Filipe; e admirava-se,
 vendo os sinais e os grandes milagres que se faziam.

                                   É interessante que o ministério de Filipe apesar de tudo, faltava-lhe ainda o ministério do Recebimento o Espírito Santo por Imposição de mãos. Pedro e João foram enviados de Jerusalém para Samaria, depois de haver sabido que o povo de Samaria havia Recebido a Palavra de Deus e estavam sendo batizado nas águas. (At. 8: 14-16)

At. 8:17 Então lhes impuseram as mãos,
e eles receberam o Espírito Santo.
18 Quando Simão viu que pela imposição das mãos dos apóstolos se dava o Espírito Santo, ofereceu-lhes dinheiro,
19 dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu impuser as mãos, receba o Espírito Santo.

                                   Simão ficou ainda mais impressionado ao ver os apostolo Pedro e João impondo as mãos sobre as pessoas estas recebendo imediatamente o Poder do Espírito Santo.  Foi quando teve a maldita de querer comprar esse ministério, ao invés de orar e se consagrar para tal oficio ministerial.

At. 8: 20 Mas disse-lhe Pedro: Vá tua prata contigo à perdição, pois cuidaste adquirir com dinheiro o dom de Deus.
21 Tu não tens parte nem sorte neste ministério, porque o teu coração não é reto diante de Deus.
22 Arrepende-te, pois, dessa tua maldade, e roga ao Senhor para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração;
23 pois vejo que estás em fel de amargura, e em laços de iniqüidade.
24 Respondendo, porém, Simão, disse: Rogai vós por mim ao Senhor, para que nada do que haveis dito venha sobre mim.

                                   Pedro deixou claro para Simão que os Dons de Deus não são comprados com dinheiro ou bens preciosos como prata. Revelou que o coração de Simão, o mágico, não era reto perante Deus, e que havia fel de amargura e laços de iniqüidade nele.
                              Talvez o coração de Simão ficasse toda essa inveja, iniqüidade e fel de amargura pelo fato de ver os apóstolos tremendamente usados por Deus realizando milagres e maravilhas verdadeiros e incontestáveis, ao contrário de suas magias que não passavam de engano,engodos, mentiras... Serem apenas Ilusões e nada de concreto, nada de real e palpável. Os coxos e paralíticos levantavam e andavam verdadeiramente  
                                   Simão o mágico segundo Justino Martir era natural de Gita (Região da Samaria), a igreja primitiva atribui a ele uma Heresia Gnóstica chamada “Simoniana”, essa heresia não durou muito, no século III extinguiu-se.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Cabelo da Mulher Cristã- Nove (09) Lições Bíblicas

Referencias: 1ª Co. 11:4-15/ 1ª Tm. 2: 9,10/ 1ª Pe. 3: 1-3

                           Três passagens bíblicas utilizadas por “teólogos” radicais, com estilo farisaico, para proibir as tranças, cortes e frisados nos cabelos, além do uso de jóias.  Mas em destaque nesta postagem, é o cabelo da Mulher Cristão. Temos postagens que tratam do uso de jóias nos seguintes sites:
Deus condena o uso de Jóias?  
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2011/10/deus-condena-o-uso-de-joias.html
O Uso de Jóias segundo Paulo e a Bíblia
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2013/01/o-uso-de-joias-segundo-paulo-e-biblia.html
Nove Lições sobre o Cabelo da Mulher Cristã segundo a Bíblia:
1.Cabelo longo da mulher cristã lhe é Honroso 2.Cabelo tosquiado/rapado na mulher cristã é Desonroso 3.Cabelo longo da mulher é sinal de poderio sobre os anjos 4.Cabelo longo em lugar do véu 5.Um traje modesto com pudor é mais importante que uma trança atraente 6.O Enfeite interior da mulher cristã vale mais do que um enfe…