Pular para o conteúdo principal

A Origem do Tempo Em dois Tempos - Parte II


A Origem do Tempo Em dois Tempos - Parte II

                                   Quando surgiu o primeiro segundo? A primeira fração de minutos e os milionésimos de tempo? Acredita-se que foi no momento exato em que Deus Criou os Céus e a terra. Quando o mundo material, o qual é palpável, concreto... Passou a existir. Mas tem um, porém, e qual seria esse, porém?
                                   ‘Deus criou os Céus’, no caso, necessitamos entender que o segundo e o terceiro céu (2ª Co. 12: 1-3/ Ap 21:1), não estão sujeitos ao nosso tempo, pois são mundos espirituais. Assim sendo, o mundo espiritual, o qual é abstrato, intocável... Todavia, perceptível, tangível dependendo da situação, se encontra numa outra escala de tempo, a qual em muito difere do nosso tempo, o qual pode se chamar de Tempo Espiritual, para ilustra “01 Segundo do Tempo Espiritual”. Vamos citar uma parábola usada por sábio pregador de nome desconhecido (modifiquei algumas coisas na parábola):


“Num lugar muito distante havia uma grande Montanha semelhante ao Monte Everest, todos os dias pela manhã chegavam um pequeno beija-flor bicar a grande montanha. Quando por fim este beija-flor consumir toda a montanha com suas bicadas diárias e chegar ao alicerce, ai sim terá passado 01 segundo da eternidade.”
Por outro lado o tempo material, para ser cronometrado e registrado com cálculos matemáticos, necessitou da existência de pelo menos três elementos:

Gn. 1: 14 E disse Deus: haja luminares no firmamento do céu,
para fazerem separação entre o dia e a noite;
sejam eles para sinais e para estações, e para dias e anos;
15 e sirvam de luminares no firmamento do céu,
para alumiar a terra. E assim foi.
16 Deus, pois, fez os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; fez também as estrelas.
17 E Deus os pôs no firmamento do céu para alumiar a terra,
18 para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas.
E viu Deus que isso era bom.
19 E foi a tarde e a manhã, o dia quarto.

O Sol, a Lua e as Estrelas passaram a existir para facilitar a contagem do tempo material, sem eles ficaria praticamente impossível marcar o tempo. O Texto de Gênesis 1: 14-18 deixa claro que os “03 Primeiros Dias” não são dias literais sujeito a frações de minutos e segundos. São dias bem diferentes daqueles que conhecemos, imagine dias sem sol, sem lua, sem estrelas para determinar inicio e fim de dia, e o mais interessante, não havia NOITE, apenas “TARDE” e “MANHÔ.    

  Não é fácil imaginar um dia sem o sol, sem a lua e sem as estrelas, note que nos 06 primeiros ‘Dias’ houve ‘Tarde’ e ‘Manhã’, não houve ‘Noite’. (Confira: Gn. 1:5/ Gn. 1:8/ Gn. 1: 13/ Gn. 1: 19/Gn. 1: 23/ Gn. 1: 31) Assim sendo o Dia deveria claro sem trevas com um reflexo de uma única luz (Gn. 1:3). Entretanto sem marcação de tempo, de meses, estações e anos. 

                                   A Função do Sol, da lua e das estrelas é:
Gn. 1: 14 ... Para fazerem separação entre o dia e a noite;
sejam eles para sinais e para estações, e para dias e anos;
15 e sirvam de luminares no firmamento do céu,
para alumiar a terra.

                                    Antes disso havia uma luz cósmica (Gn. 1:3) separada das trevas, que não ajudaria muito o homem a fazer separação entre dia e noite no padrão comum, humano... Essa luz cósmica evidentemente foi a matéria prima para todos os astros luminosos que ocupam lugar no espaço (universo).  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")