Pular para o conteúdo principal

Porque a Cidade de Nazaré era tão Incrédula?


  
                                A Cidade onde Jesus nasceu foi Belém, todavia foi criado em Nazaré, lá em Nazaré ele passou sua infância e juventude (Lc 4: 16). Justamente por esse fato os moradores de Nazaré ficaram com dificuldade de Crer Nele.

                                      Ali em Nazaré desenvolveu juntamente com José o oficio de Carpinteiro, aquele que trabalha com obras pesadas de madeira, serviço rústico e difícil. Ao contrario do Marceneiro que desenvolve a arte na madeira.

                     Conforme Isaias 53:3 - Era desprezado e o mais indigno entre os homens, homem de dores, experimentado nos trabalhos...

                                    Assim foi a adolescência de Jesus em Nazaré, o que se pode esperar de um carpinteiro com mãos calejadas, Semblante sem formosura, sem esbanjar beleza alguma?  (Is. 53:2)

                                    Ao ver Jesus o carpinteiro Ensinando na Sinagoga, com autoridade e vasta sabedoria, ficaram espantados com a cena. Os moradores de Nazaré avaliavam o homem pela aparência e não pelo conteúdo, como muitos em nossos dias. E perguntavam entre si:

                      “De onde lhe vem essas coisas? E que Sabedoria é esta que lhe foi dada?...” Assistindo os Milagres realizados com o simples toque das mãos calejadas de Jesus como cego enxergando, paralítico andando, mudo e surdo falando e ouvindo entre outros grandes feitos tornavam a perguntar: E como se fazem tais Maravilhas por suas Mãos? (Mc. 6: 2)

                      O Carpinteiro conhecido por seu trabalho pesado entre todos, fabricava arados, existe contos que ele fabricou a primeira mesa com cadeiras. Filho de José e Maria, criado ao lado de seus irmãos Tiago (Gl. 1: 19) José, Judas e Simão (At. 1: 14). Jesus foi criado com irmãs (Mt. 13: 56) Os Nazarenos não se conformavam com aquilo que viam, “E escandalizam-se Nele” (Mc. 6:3).

                               O Fato dos Nazarenos acompanharem a Infância e Adolescência de Cristo, não ajudou no crescimento de sua fé em Jesus, pelo contrário atrapalharam, eles não encarar Jesus como Filho de Deus (Jo. 6: 42). Jesus reconheceu o problema e declarou:

“Não há Profeta sem Honra, senão na sua terra, entre os seus parentes e na sua casa” (Mc. 6: 4).

                                 Três Áreas onde o Profeta não é honrado:
1.     Na sua Terra
2.     Na sua Parentela
3.     Na sua Casa

                            Os irmãos de Jesus não criam Nele (Jo. 7:3-5) São apresentados como convertidos depois Ressurreição de Cristo (At. 1: 14).  Confira Miquéias 7:6. As Primeiras barreiras rompidas pelo ministério de Jesus começaram na sua terra, parentela e na sua casa. Diante disso Jesus não se intimidou avançou pregando o Evangelho e obteve êxito.

                                       A Incredulidade dos Nazarenos impediram Jesus de Realizar mais milagres na Cidade, com o passar do tempo o Mestre se viu forçado a mudar de Cidade porque foi expulso de Nazaré. (Mc. 6: 5,6/ Lc. 4: 29). Foi morar em Cafarnaum. (Mt. 4: 13)

A Família de Jesus
             
                                   Neste texto sagrado encontramos citados os nomes dos irmãos de Jesus Tiago, Judas, José e Simão. Há também irmãs. Isso denota que a família de Jesus era normal como qualquer família. Maria e José não estavam impedidos de gerar filhos e seguir uma vida natural como qualquer família.

                                O Povo de Nazaré acompanhou a infância e a juventude de Cristo, também acompanhou os seus trabalhos ao lado de José, seu pai, não biológico. Testemunharam Cristo com José cortando árvores com grandes esforços, e transportar grandes troncos da floresta para a carpintaria. Embora se entenda que a função de carpinteiro naquele tempo trabalhava com metais, fabricando ferramentas. Seja com madeira ou metais Jesus como qualquer carpinteiro de seu tempo fabricou cadeiras, mesas, mobílias diversas, rodas, carroças entre outros implementos agrícolas. Segundo Justino Mártir (160 d.C.) alguns procuravam objetos fabricados por Jesus, o Cristo, quando carpinteiro.

                           Era difícil o povo de Nazaré crer nos milagres de Jesus por avaliá-lo como homem rústico, pobre, sofrido de trabalho pesado, geralmente visto como pessoa inculta e ignorante em vários aspectos.

                                  De repente se deparam com aquele homem sem parecer nem formosura, de trabalho pesado e rústico com suas mãos realizando feitos impossíveis para um homem comum, pregando as Escrituras com unção e autoridade, que nenhum fariseu ou escriba versado na Lei seria capaz. Neste caso duvidam de seus feitos e de sua capacidade. Eles conheciam Jesus apenas como Homem e não como o Filho de Deus enviado do céu para salva-los da perdição (Jo. 6: 42).

Fé e Incredulidade deixam Jesus Admirado:

·        Ouvindo isto, admirou-se Jesus, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel achei fé como esta (Mt. 8: 10).  
·        Estava Admirado da Incredulidade deles... (Mc. 6: 6/Mt. 13:58)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")