Pular para o conteúdo principal

Paulo vs Artífice Demetrio, e o Grande Tumulto em Éfeso


O Artífice Demetrio, e o Grande Tumulto em Éfeso

                           Povo de Éfeso e cidades vizinhas da Ásia eram adeptos da deusa Diana (Artmenis= deusa da fertilidade); adoradores tão zelosos; que autoridades visando agradar o povo construíram um belo Templo para a deusa, tão belo que esse templo entrou na lista das 07 Maravilhas do Mundo antigo.
 
                           Demetrio é um artífice criativo e comunicativo, fabricava nicho de prata da deusa Diana, e tinha um alto lucro com essa fabricação, tanto pela venda como pelo preço do produto, era ganancioso e idolatra além agitador.

At. 19: 24 Porque certo ourives, por nome Demétrio, que fazia da prata miniaturas do templo de Diana,
proporcionava não pequeno negócio aos artífices,
25 os quais ele ajuntou, bem como os oficiais de obras semelhantes, e disse: Senhores,
vós bem sabeis que desta indústria nos vem prosperidade,

                           Demetrio percebeu que o Evangelho estava se expandindo em Éfeso, e o povo estava saindo da idolatria, e essa mudança, estava começando a causar prejuízos financeiros para Demetrio e demais ourives.

Disse Demetrio:

At.  26 e estais vendo e ouvindo que não é só em Éfeso, mas em quase toda a Ásia, este Paulo tem persuadido e desviado muita gente, dizendo não serem deuses os que são feitos por mãos humanas.
27 E não somente há perigo de que esta nossa profissão caia em descrédito, mas também que o templo da grande deusa Diana seja estimado em nada, vindo mesmo a ser destituída da sua majestade aquela a quem toda a Ásia e o mundo adoram.
28 Ao ouvirem isso, encheram-se de ira, e clamavam,
dizendo: Grande é a Diana dos efésios!
29 A cidade encheu-se de confusão, e todos à uma correram ao teatro, arrebatando a Gaio e a Aristarco, macedônios,
companheiros de Paulo na viagem.

Diante desse tumulto Paulo planejou ir ao teatro argumentar com os manifestantes, mas foi aconselhado a não fazer isso, pois estaria colocando sua vida em risco.

At. 19: 30 Querendo Paulo apresentar-se ao povo,
os discípulos não lho permitiram.
31 Também alguns dos asiarcas, sendo amigos dele, mandaram rogar-lhe que não se arriscasse a ir ao teatro.

                            Os Manifestantes expressavam ódio aos judeus e fanatismo religioso, causando grande tumulto na cidade, o que parecia uma revolta contra o Império Romano.  

At. 19: 32 Uns, pois, gritavam de um modo, outros de outro; porque a assembléia estava em confusão, e a maior parte deles nem sabia por que causa se tinham ajuntado.
33 Então tiraram dentre a turba a Alexandre, a quem os judeus impeliram para a frente; e Alexandre, acenando com a mão, queria apresentar uma defesa ao povo.
34 Mas quando perceberam que ele era judeu, todos a uma voz gritaram por quase duas horas:
Grande é a Diana dos efésios!
35 Havendo o escrivão conseguido apaziguar a turba, disse: Varões efésios, que homem há que não saiba que a cidade dos efésios é a guardadora do templo da grande deusa Diana, e da imagem que caiu de Júpiter?
36 Ora, visto que estas coisas não podem ser contestadas, convém que vos aquieteis e nada façais precipitadamente.

                           O Clima estava ficando intenso até que alguém se pronunciou ao povo fazendo um alerta sobre o risco que todos estavam correndo, daquela Reunião ser confundida com uma Rebelião.

O Escrivão usou de estratégia para pacificar a multidão e teve êxito:

37 Porque estes homens que aqui trouxestes, nem são sacrílegos nem blasfemadores da nossa deusa.
38 Todavia, se Demétrio e os artífices que estão com ele têm alguma queixa contra alguém, os tribunais estão abertos e há procônsules: que se acusem uns aos outros.
39 E se demandais alguma outra coisa, averiguar-se-á em legítima assembléia.
40 Pois até corremos perigo de sermos acusados de sedição pelos acontecimentos de hoje, não havendo motivo algum com que possamos justificar este ajuntamento.
41 E, tendo dito isto, despediu a assembléia.

                           Com esse episodio entendemos que o Evangelho pode provocar grande impacto entre o povo, mas temos que ficar sempre preparados, e conscientes que de algum modo Deus agirá em nosso favor de algum modo. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”.Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais;2)Cegueira Por causa dos próprios pecados.3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                   …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                             Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                         Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")