Pular para o conteúdo principal

Provas do Jesus Histórico



 
Suposição:

Entrou numa sala de aula um professor que disse:

“Cristo não existe, não sabemos nem a data que ele nasceu, não temos provas que ele nasceu, ninguém sabe quem foi Maria e José, eram tantos naquele tempo.”

O Que você diria a esse professor? Como você ficaria numa situação dessas?


1 -  Provas Genealógicas

Numa situação como essa poderia alguém dizer:

“Temos mais provas que Jesus existe, do que a sua existência, pois a maioria de nós não sabe o dia que o senhor nasceu e nem o nome de seus pais, nem ainda a sua terra natal. Teremos uma montanha de dificuldades de provar que o senhor existe noutra Cidade ou Estado.”

                         Mas, acerca de Cristo teremos mais facilidade de provar que ele existe. Pois sabemos não só o nome de seus pais, mas temos ainda sua genealogia completa, 42 gerações envolvendo nome de Reis conhecidos entre os judeus e no mundo inteiro confirmando seu nascimento e suas origens, além de informações sobre seus antepassados, que com vasta quantidade de provas e evidencias de sua existência.  
                          Quanto ao senhor (professor) não temos um antepassado ilustre que tenha reinado, enquanto na genealogia de Cristo encontramos mais de 12 Reis, sendo que 05 deles ficaram famosos no mundo inteiro, por guerrear e vencer nações e obter destaque entre outros povos.
                          A Genealogia Jesus entre o povo Judeu é incontestável, embora a maioria do povo judeu o rejeite como o Messias Prometido, os judeus não negam sua existência. E a principal razão para não negá-la é sua genealogia que pode ser estudada por qualquer especialista no mundo e pesquisada com abundante evidencias históricas e arqueológicas.
                          Sabe-se ainda o lugar que Cristo, nasceu, enquanto ignoramos sua origem e terra natal (professor). Os Mitos se caracterizam por nascerem em terras mitológicas, mas Jesus é diferente há peregrinação na sua terra natal, arrebanhando milhões e milhões de pessoas ano a ano, tornando a principal fonte de turismo no Estado de Israel, se Cristo fosse apenas uma ilusão essas peregrinações cessariam.   

Há mais provas da existência de Jesus do que os Imperadores Romanos Júlio Cesar, Tibério, etc..., e de filósofos Platão e Sócrates.

Se alguém lhe perguntasse o nome de seu tetra avô ou avó, você teria facilidade para me responder? No caso de Cristo é possível partir até o principio do mundo, é a genealogia mais completa que temos noticia.


2 - Outras Evidências:
Justino Mártir 

  Justino Mártir alega que em seu tempo, 160 d.C procuravam mobílias fabricadas por Jesus, o irmão de Tiago.

Por exemplo, o historiador judeu Flávio Josefo que viveu ainda no primeiro século (nasceu no ano 37 ou 38 e participou da guerra contra os romanos no ano 70, escreveu em seu livro Antigüidades Judaicas:
"(O sumo sacerdote) Hanan reúne o Sinedrim em conselho judiciário e faz comparecer perante ele o irmão de Jesus cognominado Cristo (Tiago era o nome dele) com alguns outros" (Flavio Josefo, Antiguidades Judaicas, XX, p.1, apud Suma Católica contra os sem Deus, dirigida por Ivan Kologrivof. Ed José Olympio, Rio de Janeiro 1939, p. 254).
Josefo escreveu ainda:
Flávio Josefo 
"Foi naquele tempo (por ocasião da sublevação contra Pilatos que queria servir-se do tesouro do Templo para aduzir a Jerusalém a água de um manancial longínquo), que apareceu Jesus, homem sábio, se é que, falando dele, podemos usar este termo -- homem. Pois ele fez coisas maravilhosas, e, para os que aceitam a verdade com prazer, foi um mestre. Atraiu a si muitos judeus, e também muitos gregos. Foi ele o Messias esperado; e quando Pilatos, por denúncia dos notáveis de nossa nação, o condenou a ser crucificado, os que antes o haviam amado durante a vida persistiram nesse amor, pois Ele lhes apareceu vivo de novo no terceiro dia, tal como haviam predito os divinos profetas, que tinham predito também outras coisas maravilhosas a respeito dele; e a espécie de gente que tira dele o nome de cristãos susiste ainda em nosos dias". (Flávio Josefo, História dos Hebreus, Antigüidades Judaicas, XVIII, III, 3 , ed. cit. p. 254).


Tácito, historiador romano, também fala de Jesus.

Tácito, Historiador Romano
"Para destruir o boato (que o acusava do incêndio de Roma), Nero supôs culpados e inflingiu tormentos requintadíssimos àqueles cujas abominações os faziam detestar, e a quem a multidão chamava cristãos. Este nome lhes vem de Cristo, que, sob o principado de Tibério, o procurador Pôncio Pilatos entregara ao suplício. Reprimida incontinenti, essa detestável superstição repontava de novo, não mais somente na Judéia, onde nascera o mal, mas anda em Roma, pra onde tudo quanto há de horroroso e de vergonhoso no mundo aflue e acha numerosa clientela" (Tácito, Anais , XV, 44 trad, Gaelzer na Coleção Budé, apud Suma Católica contra os sem Deus p. 256).

Suetônio na Vida dos Doze Césares, publicada nos anos 119-122, diz que que o imperador Cláudio "expulsou os judeus de Roma, tornados sob o impulso de Chrestos, uma causa de desordem"; e, na vida de Nero, que sucedeu a Cláudio, acrescenta: "Os cristãos, espécie de gente dada a uma superstição nova e perigosa, foram destinados ao suplício" (Suetônio, Vida dos doze Césares, n. 25, apud Suma Católica contra os sem Deus, p. 256-257).
Plínio, o moço, em carta ao imperador Trajano (Epist. lib. X, 96), nos anos 111 - 113, pede instrução a respeito dos cristãos, que se reuniam de manhã para cantar louvores a Cristo (Cfr, Suma Católica contra os sem Deus,p. 257)

3- Provas Atuais

                        Ao ligar um Aparelho de TV ou Rádio, ou a acessar a internet encontramos diariamente multidões de pessoas relatando que recebeu algum tipo de milagre ou dádiva de Jesus, o Cristo. São Testemunhos de Curas, Libertação, Transformação... Esses relatos de vidas são registrados no mundo inteiro todos os dias.  

                          Atualmente mais da metade da população global afirma haver tido pelo menos uma experiência com Cristo /ou professa ter Fé nele e nos seus ensinamentos sem contestar sua existência.

                          Ele atrai gente de todos os segmentos religiosos e filosóficos, sejam Hindus, Xintoístas, Budistas, até entre os mais radicais islâmicos ele atrai seguidores.
                  O Cristianismo corresponde a uma terça parte da população da Terra. Estaria toda essa gente enganada? Estariam mentindo ao declarar que recebeu algum milagre efetuado em Nome de Jesus? Seus Milagres são acrescentados a cada dia para que possamos aceita-lo ou rejeitá-lo. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")