Pular para o conteúdo principal

À Caminho de Emaus



                                   Durante uma caminhada de aproximadamente 12 km (Lc. 24:13), (sessenta estádios), dois homens falavam do desfecho da Paixão de Cristo (Lc. 24:15), segundo o ponto de vista humano. A Fé deles estava abalada, demonstravam em suas falas o desanimo a desesperança e uma clara frustração com a pessoa de Cristo.
                                   De fato no ponto de vista humano a paixão de Cristo é ilógica, irracional e desanimadora, devido a sua alta complexidade, a qual somente pode ser compreendida sob a luz de Cristo, acendida pelo Espírito Santo. Daí explica-se o ceticismo de muitos em relação a Bíblia, e a pessoa de Cristo.
                                   Os dois Homens expressavam seus pontos de vista, ignorando a Sagrada Escritura como base principal, e ponto de referencia primordial. Quando Jesus apareceu de repente, sem se identificar de imediato.

Lc.24:15 Enquanto assim comentavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou, e ia com eles;
16 mas os olhos deles estavam como que fechados, de sorte que não o reconheceram.

                                   Um deles chamava-se Cleopas, que segundo o historiador Eusébio, era o tio de Jesus, por parte de José. (Eusébio HE 3:11:1).
                                   Eles estavam tão incrédulos e tão cegos espiritualmente que duvidaram dos relatos de Maria Madalena e algumas mulheres, que viram o sepulcro vazio e o Cristo Ressurreto. Também duvidavam dos relatos de Pedro, João e alguns discípulos que havia visto o Cristo Ressuscitado.
Lc. 24:22 Verdade é, também, que algumas mulheres do nosso meio nos encheram de espanto; pois foram de madrugada ao sepulcro
23 e, não achando o corpo dele voltaram, declarando que tinham tido uma visão de anjos que diziam estar ele vivo.
24 Além disso, alguns dos que estavam conosco foram ao sepulcro, e acharam ser assim como as mulheres haviam dito;
a ele, porém, não o viram.

                                   Era necessário que o próprio Cristo se apresentasse a eles, pessoalmente como fez, para que a assim a fé deles fosse renovadas e fortalecidas de uma vez por todas.
                                   Cristo confirmou dentro das Escrituras Sagradas a sua Ressurreição, deu ênfase aos relatos Bíblicos a seu respeito. Deixando claro para aqueles dois homens e para nós, que o melhor modo de conhecer a Cristo é lendo as Escrituras Sagradas. 


Lc. 24:25 Então ele lhes disse: Ó néscios, e tardos de coração para crerdes tudo o que os profetas disseram!
26 Porventura não importa que o Cristo padecesse essas coisas e entrasse na sua glória?
27 E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicou-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras.

                                                Durante mais ou menos duas horas de caminhada e de prosa, chegaram a uma pequena aldeia, chamada Emaus, onde entraram numa residência e foram se servir de alimento, na mesa havia um pão, que fora partido por Jesus. Creio que quando Jesus pegou o pão, eles viram as marcas do calvário nas mãos do Mestre Jesus, e não só as marcas, mas, o modo e a intimidade de Jesus para o Deus Pai, ao dar Graças a Deus erguendo o pão.
Lc.24:30 Estando com eles à mesa, tomou o pão e o abençoou;
e, partindo-o, lho dava.
31 Abriram-se-lhes então os olhos, e o reconheceram;
nisto ele desapareceu de diante deles.
32 E disseram um para o outro: Porventura não se nos abrasava o coração, quando pelo caminho nos falava,
e quando nos abria as Escrituras?

                                   A Presença de Jesus era tão marcante, tão doce e suave, que os discípulos clamavam:

Lc. 24: 28 Quando se aproximaram da aldeia para onde iam, ele fez como quem ia para mais longe.
29 Eles, porém, o constrangeram, dizendo: Fica conosco; porque é tarde, e já declinou o dia...


   Naquele dia os dois Discípulos obtiveram novo Ânimo, recobraram as forças, á Fé, e a Esperança. E Partiram para Jerusalém se encontrar com os demais Discípulos e contar a Boa Nova. 

Lc.24:33 E na mesma hora levantaram-se e voltaram para Jerusalém, e encontraram reunidos os onze e os que estavam com eles,34 os quais diziam:
Realmente o Senhor ressurgiu, e apareceu a Simão.
35 Então os dois contaram o que acontecera no caminho,
e como se lhes fizera conhecer no partir do pão.

                        E lá foram surpreendidos outra vez pelo Grande Mestre Jesus:

Lc.24:36 Enquanto ainda falavam nisso, o próprio Jesus se apresentou no meio deles, e disse-lhes: Paz seja convosco. 37 Mas eles, espantados e atemorizados, pensavam que viam algum espírito.

                                   Aí se desmonta a Doutrina da Reencarnação, pois Cristo ressuscitou no mesmo corpo, e comeu com seus discípulos.

Lc. 24:38 Ele, porém, lhes disse: Por que estais perturbados? E por que surgem dúvidas em vossos corações?
39 Olhai as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede; porque um espírito não tem carne nem ossos, como percebeis que eu tenho.
40 E, dizendo isso, mostrou-lhes as mãos e os pés.
41 Não acreditando eles ainda por causa da alegria, e estando admirados, perguntou-lhes Jesus:
Tendes aqui alguma coisa que comer?

                                   Foram refeições duas, numa delas Jesus apenas abençoou o pão, dando graças. Na segunda refeição ele comeu um pedaço de peixe assado com seus discípulos.
Lc.24: 42 Então lhe deram um pedaço de peixe assado,
43 o qual ele tomou e comeu diante deles.

As Escrituras Sagradas (Bíblia) sempre foi o ponto de base para toda e qualquer consulta acerca de Cristo, do Deus Vivo; do Espírito Santo e da Obra de Deus. Cristo Jesus sempre enfatizou e estimulou a seus fieis seguidores a examina-la com profundidade, atenção e esmero. ...

Lc. 24:44 Depois lhe disse: São estas as palavras que vos falei, estando ainda convosco, que importava que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos.
45 Então lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras;
46 e disse-lhes: Assim está escrito que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressurgisse dentre os mortos;
47 e que em seu nome se pregasse o arrependimento para remissão dos pecados, a todas as nações,
começando por Jerusalém.
48 Vós sois testemunhas destas coisas.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Cabelo da Mulher Cristã- Nove (09) Lições Bíblicas

Referencias: 1ª Co. 11:4-15/ 1ª Tm. 2: 9,10/ 1ª Pe. 3: 1-3

                           Três passagens bíblicas utilizadas por “teólogos” radicais, com estilo farisaico, para proibir as tranças, cortes e frisados nos cabelos, além do uso de jóias.  Mas em destaque nesta postagem, é o cabelo da Mulher Cristão. Temos postagens que tratam do uso de jóias nos seguintes sites:
Deus condena o uso de Jóias?  
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2011/10/deus-condena-o-uso-de-joias.html
O Uso de Jóias segundo Paulo e a Bíblia
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2013/01/o-uso-de-joias-segundo-paulo-e-biblia.html
Nove Lições sobre o Cabelo da Mulher Cristã segundo a Bíblia:
1.Cabelo longo da mulher cristã lhe é Honroso 2.Cabelo tosquiado/rapado na mulher cristã é Desonroso 3.Cabelo longo da mulher é sinal de poderio sobre os anjos 4.Cabelo longo em lugar do véu 5.Um traje modesto com pudor é mais importante que uma trança atraente 6.O Enfeite interior da mulher cristã vale mais do que um enfe…