Pular para o conteúdo principal

Missa para os Mortos tem base na Bíblia?


                               Há uma tradição milenar no catolicismo, entre as várias temos as missas para os mortos que passaram segundo a tradição pelo purgatório e depois poderão subir para os céus (paraíso) isso passando por um período de purificação.
                                   As missas de sétimo dia são cobradas, assim como as missas de 01 ano, 02 anos e assim em diante. Não deveriam ser cobradas se analisarmos corretamente.
                                   Mas, a Bíblia Sagrada não trata nada sobre missas ou cultos a fim de purificar os mortos, ou consola-los ou qualquer coisa semelhante. No caso o que diz a Bíblia Sagrada?   
Este é o mal que há entre tudo quanto se faz debaixo do sol; a todos sucede o mesmo; e que também o coração dos filhos dos homens está cheio de maldade, e que há desvarios no seu coração enquanto vivem, e depois se vão aos mortos.
Ora, para aquele que está entre os vivos há esperança
(porque melhor é o cão vivo do que o leão morto).”

“Porque os vivos sabem que hão de morrer,
mas os mortos não sabem coisa nenhuma,
nem tampouco terão eles recompensa,
mas a sua memória fica entregue ao esquecimento.
Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.” (Ec. 9:3-6)

                                   Segundo o Texto para os mortos não há mais esperanças, não mais saber (sabedoria alguma de coisa terrena) nem lembranças de qualquer de coisa ligada à vida terrena.
                                   Até seus sentimentos como o Amor e o ódio, inveja... Acabam-se.
                                   Os Santos e Santas falecidas também se encaixam nessa situação, eles nada podem fazer em favor dos vivos, nem interceder, pois eles nada mais sabem do que ocorre neste mundo. Eles estão no descanso eterno.
                                   Dessa forma as missas não vão adiantar nada em favor dos mortos, aliás, eles nem participarão dessas missas. As preces da missa em favor dos mortos de nada adiantarão.
                                   Os santos e santas que morreram estão desvinculados, desligados de todas as atividades terrenas, serão desconhecedores do que os vivos fazem aqui, inclusive as rezas, orações, missas ou qualquer coisa que se faça para eles.
                                   Jesus contando sobre a morte do Rico e Lazaro deixa claro que quando uma pessoa morre não resta mais nada a fazer em favor dela.
Quem nem o Rico poderiam voltar pra pregar para seus irmãos, e nem o Justo (Santo Lázaro) poderia voltar e fazer alguma coisa em favor de seus irmãos.

“Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente.
Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele;
E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.
E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico, e foi sepultado.
E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio.
E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.
Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente males; e agora este é consolado e tu atormentado.
E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá passar para cá.
E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai
Pois tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.
Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos.
E disse ele: Não, pai Abraão; mas, se algum dentre os mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.
Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.” 
Lucas 16:19-31

                          Note que Lazaro estava no seio de Abraão, no descanso e não poderia ser incomodado mais, enquanto o rico na impiedade, estava no Hades, lugar de tormentos e não no purgatório. Estava no Hades o rico, e não poderiam mais sair de lá. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")