Pular para o conteúdo principal

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

 Mensagem com base em João 9: 1-23



I – Qual causa da Cegueira do Homem?
  
  
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”.
Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:

Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. Êxodo 20:4-5

1)      Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais;
2)     Cegueira Por causa dos próprios pecados.
3)     Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus

Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:

Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus. 
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.


II – Jesus contrariando os Homens
                      
  
                                   Muitas vezes questionamos: Por que Jesus cuspiu no barro e passou nos olhos do cego? Precisava fazer isso? Entre outras perguntas semelhantes.  Todavia, temos que entender que nem sempre Jesus age como nós esperamos, ou quase sempre.

João 9:1 E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença.
2 E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?
3 Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
4 Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.
5 Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo.
6 Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego.
7 E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo.

                                               Com essa atitude Contraria aqueles que acreditam que Deus trabalha apenas de uma forma para operar milagres. Inventam um Jesus complicado; moldado dentro da visão humana e equivocada; tecem Jesus num conceito que está mais para o erro do que para o acerto. Devemos entender que nossa visão é pontual, enquanto a visão de Deus é Global, para tal faço a seguinte ilustração.

                        Certa feita havia três cegos de nascença tentavam definir um elefante sem nunca ter visto um elefante.

O Primeiro estava na parte de trás do elefante, pegou na cauda do elefante e disse: O Elefante é como uma corda.
O Segundo estava na frente do elefante, apalpou a tromba do animal e disse:
O Elefante é como uma mangueira de borracha
O Terceiro estava ao lado do Elefante e disse; O Elefante é como uma imensa parede.

                                   As três definições estava corretas? Talvez! Mas uma coisa é certa as visões eram parciais, com base no tato.  Deus, porém, possui uma visão global que está acima de qualquer ponto de vista humano.


III – Jesus faz alusão a Criação do Homem

                                   Um fato curioso Jesus Automaticamente remonta Gênesis tirando do chão, o barro de onde veio Adão usou a matéria a qual foi feito o homem para curar o cego. Ele utilizou barro e saliva fez um lodo e por incrível que pareça untou os olhos do cego de nascença, como se estivesse fazendo ali um pequeno reparo (conserto) em sua obra, e, logo, o cego enxergar, ao lavar seus olhos num tanque chamado “Enviado” (Siloé). Faz isso Diante uma tropa de “Religiosos” que rejeitavam o mesmo como enviado.

 Pessoas que conheciam o cego, não reconheciam vendo-o enxergar, todos ficaram surpreendidos.

Então os vizinhos, e aqueles que dantes tinham visto que era cego, diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava?
Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu. João 9:7-9

                        Aquele milagre foi resultado de barro e saliva, junto com a ação divina causando impacto nas pessoas, o que até hoje ainda causa. Mas Jesus veio mesmo para se revelar para os simples. E seus atos muitas vezes eram proféticos, e utilizava parábolas para confundir a muitos que queriam confundir sua mensagem.
                                   O Ex-cego foi levado até os lideres dos fariseus, para confirmar o milagre, e ao mesmo tempo explica-lo. O que ninguém era capaz, senão com auxilio divino, para este auxilio vir, necessitaria aceitar o seu Enviado, Cristo Jesus. Os fariseus ficaram confusos, imagino que perguntavam entre si: Como pode um milagre desse tipo acontecer em pleno sábado?
                                   Eles não queriam aceitar o milagre de modo algum e mandaram até chamar o pai do rapaz, para confirmar se o rapaz era cego ou não. Ficaram perplexos como até hoje, muitos ficam.
                                   Conclusão: Jesus como Deus e Senhor absoluto opera sinais e maravilhas, quando ele quer, onde ele desejar, e como ELE bem quer e entende. Cabe a nós aceitar tal verdade, e entender que Deus trabalha de várias maneiras e não apenas de uma maneira traçada por teólogos desavisados.


 IV - Por que Jesus cuspiu no Barro e passou nos olhos do Cego?

 )
    
                               A lei de Moisés era um composto de 613 mandamentos (mitzvot) sendo o Decálogo (dez mandamentos) um resumo desta Lei. Os Rabinos (responsáveis pela interpretação correta da Lei) Para cada mandamento os rabinos, foram criando uma espécie de “Leis complementares.” Segundo suas interpretações.
                                   Acerca do Sábado nas “Leis Complementares” ensinava que um judeu não poderia cuspir nem no chão num dia de sábado, pois sua saliva produziria saliva, ou seja, o dia de sábado era um dia de descanso o qual somente deus poderia trabalhar. Ao cuspir no chão a saliva do judeu estaria de certo modo trabalhando ao produzir “lodo”, o que era vedado qualquer trabalha no sábado, até mesmo a saliva do judeu era impedida de trabalhar. (O lodo era usado na fabricação de vaso, cerâmicas e utensílios...) Então se um judeu tivesse que cuspir deveria cuspir em uma pedra.
                                   Veja o tamanho da reverencia que os líderes religiosos tinham em relação ao sábado, e, veja o que Jesus fez em plena sábado, dai você entende porque Jesus fez aquilo.
Ao cuspir no chão e não sobre a pedra, Jesus viola as Leis complementares em três pontos:
1)      Não pode cuspir no chão e sim em pedra, se tiver que cuspir - Jesus cospe no chão, mais precisamente no barro.
Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. João 9:5-6
2)     Não se pode produzir lodo de modo algum, nem com saliva – Jesus produz lodo com saliva e com as mãos;
Ele respondeu, e disse: O homem, chamado Jesus, fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé, e lava-te. Então fui, e lavei-me, e vi. João 9: 10-11
3)     Somente Deus poderia trabalhar no Sábado - Jesus se apresenta como Messias “Enviado”, e como Deus trabalha no sábado realizando um milagre.    
E era sábado quando Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos. João 9: 13-14


V – A Pior Cegueira

                                   O que provoca um clima de discórdia e confusão entre os fariseus, que não compreendiam como Jesus realizava tais sinais.        Alguns entre os fariseus ficaram indecisos: “Como pode um pecador fazer tais sinais”, um sinal de alerta de que alguma coisa estava acontecendo sem que eles soubessem, e não havia explicação clara isso.
Tornaram, pois, também os fariseus a perguntar-lhe como vira, e ele lhes disse: Pôs-me lodo sobre os olhos, lavei-me, e vejo. João 9: 14-15
Então alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles. João 9:15-16
                                   Diante disso Jesus além de quebrar o sábado estava se apresentando como Deus, e como aquele que foi Enviado de Deus.

Os judeus duvidavam do Milagre de Jesus e passaram a investigar:

Tornaram, pois, a dizer ao cego: Tu, que dizes daquele que te abriu os olhos? E ele respondeu: Que é profeta.
Os judeus, porém, não creram que ele tivesse sido cego, e que agora visse, enquanto não chamaram os pais do que agora via.
E perguntaram-lhes, dizendo: É este o vosso filho, que vós dizeis ter nascido cego? Como, pois, vê agora?
Seus pais lhes responderam, e disseram: Sabemos que este é o nosso filho, e que nasceu cego;
Mas como agora vê, não sabemos; ou quem lhe tenha aberto os olhos, não sabemos. Tem idade, perguntai - lho a ele mesmo; e ele falará por si mesmo.
João 9: 16-21
                                   E até hoje procuram uma resposta sólida, porque muitos acham que Deus está dentro de padrões humanos e limitados, dentro de tradições e fundamentos doutrinários que tiram a visão do homem de seu Deus.
24 Chamaram, pois, pela segunda vez o homem que tinha sido cego, e disseram-lhe: Dá glória a Deus; nós sabemos que esse homem é pecador.
25 Respondeu ele pois, e disse: Se é pecador, não sei; uma coisa sei, é que, havendo eu sido cego, agora vejo.
26 E tornaram a dizer-lhe: Que te fez ele? Como te abriu os olhos?
27 Respondeu-lhes: Já vo-lo disse, e não ouvistes; para que o quereis tornar a ouvir? Quereis vós porventura fazer-vos também seus discípulos?
28 Então o injuriaram, e disseram: Discípulo dele sejas tu; nós, porém, somos discípulos de Moisés.
29 Nós bem sabemos que Deus falou a Moisés, mas este não sabemos de onde é.
30 O homem respondeu, e disse-lhes: Nisto, pois, está a maravilha, que vós não saibais de onde ele é, e contudo me abrisse os olhos.
31 Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus, e faz a sua vontade, a esse ouve.
32 Desde o princípio do mundo nunca se ouviu que alguém abrisse os olhos a um cego de nascença.
33 Se este não fosse de Deus, nada poderia fazer.
34 Responderam eles, e disseram-lhe: Tu és nascido todo em pecados, e nos ensinas a nós? E expulsaram-no.
35 Jesus ouviu que o tinham expulsado e, encontrando-o, disse-lhe: Crês tu no Filho de Deus?
36 Ele respondeu, e disse: Quem é ele, Senhor, para que nele creia?
37 E Jesus lhe disse: Tu já o tens visto, e é aquele que fala contigo.
38 Ele disse: Creio, Senhor. E o adorou.
39 E disse-lhe Jesus: Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não vêem vejam, e os que vêem sejam cegos.

Jesus curou o cego, duas vezes:

1)      Concedeu-lhe visão física
2)     Concedeu-lhe Visão Espiritual

                                   Enquanto os fariseus só enxergavam fisicamente e permaneciam cegos espiritualmente.
E aqueles dos fariseus, que estavam com ele, ouvindo isto, disseram-lhe: Também nós somos cegos?
Disse-lhes Jesus: Se fôsseis cegos, não teríeis pecado; mas como agora dizeis: Vemos; por isso o vosso pecado permanece. João 9: 39-41

Comentários

  1. Sim, Jesus poderia ter curado o cego simplesmente com uma palavra como fez com o paralitico "levanta-te e anda" e quando Jesus cuspiu no chão e fez lodo e untou os olhos do cego e mandou que ele o lavasse no tanque de Siloé, estava simplesmente mostrando e ensinando aos fariseus que cuspir no chão(regava a terra) ou levar o leito em um dia de sábado não era pecado, os judeus haviam transformado a guarda do santo dia do Senhor o sábado num fardo difícil de carregar e uma das centenas de regras eram essas, não se podia carregar nada no sábado nem tampouco cuspir no chão porque isso segundo os judeus caracterizava trabalho e era pecado e Jesus com a atitude de mandar que o paralitico levantasse levasse o seu leito e quando cuspiu no chão e fez lodo era mostrar a todos que isso não era pecado e que guardar o sábado do Senhor é antes de tudo fazer o bem e praticar a caridade.Fique na paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  2. Estudo abençoado varão , preguei hj essa palavra pela misericórdia de Deus, realmente Deus deu dois tipos de visão a esse cego, terrena e espiritual .. devemos lembrar que Jesus não era dessa terra, tanto que quando ele morre seu corpo não fica aqui , ele mesmo declara na sua palavra que ele não era desse mundo , logo entendemos que se ele não era desse mundo , e sim do céu ( lugar espiritual ) a sua saliva tmb não era terrena , juntando o barro que é matéria terrena , com a saliva de Jesus , resultado foi as duas visões , glória a Deus , pois ele foi o único que reconheceu Jesus como profeta , coisa que se enxerga com a visão espiritual , já a visão terrena dos fariseus só viam ele como pecador, milagre notável .. Deus é fiel !!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MODERAÇÃO NOS COMENTÁRIOS, OS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS NÃO SERÃO PUBLICADOS.

Postagens mais visitadas deste blog

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                             Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                         Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")