Pular para o conteúdo principal

AS QUALIDADES DE JUDAS ISCARIOTES



(1)       A Chamada para o Discipulado
(2)       A Escolha para o Apostolado
(3)       A Obra Missionária  
(4)       A Manutenção
(5)       A Tesouraria de Missões
(6)       A Testemunha Ocular
(7)       A Intimidade
(8)       A Convivência
(9)       A Hora do Beijo  

1.         A Chamada para o Discipulado.

E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos:
Simão, ao qual também chamou Pedro, e André, seu irmão; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu;
Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelote;
E Judas, irmão de Tiago, e Judas Iscariotes, que foi o traidor.
Lucas 6: 12-16

                                   Entre a multidão de milhares e milhares de ouvintes, no meio de grande multidão, Judas Iscariotes foi avistado por Cristo, e, não só avistado por Cristo, mas entre miríades ele foi um dos poucos Escolhidos para ser Discípulos de Cristo Jesus, o salvador do Mundo e Deus Encarnado. Essa oportunidade foi em extremo muito especial, porque naquele tempo era um verdadeiro privilégio de pouquíssimos. Cristo viu em Judas Iscariotes a capacidade de aprender, de se envolver e participar de suas atividades terrenas. Hoje, nossos instrutores são homens naturais, porém, o instrutor do Discipulado de Judas, não era outro, senão a própria Sabedoria em pessoa na Terra.


2.         A Escolha para o Apostolado.

E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar,
E para que tivessem o poderde curar as enfermidades e expulsar os demônios:
A Simão, a quem pôs o nome de Pedro,
E a Tiago, filho de Zebedeu, e a João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão;
E a André, e a Filipe, e a Bartolomeu, e a Mateus, e a Tomé, e a Tiago, filho de Alfeu, e a Tadeu, e a Simão, o Cananita,
E a Judas Iscariotes, o que o entregou. Marcos 3: 13-19

                                   Entre os mais excelentes Judas Iscariotes teve a honra, o privilégio, a oportunidade de ser “Escolhido” para ser um dos 12 Apóstolos do Grande Mestre. Um grupo seleto, formado por 12 homens nomeados como “Embaixadores do Reis dos Reis e Senhor dos Senhores”, ou seja, Judas foi comissionado pelo próprio Jesus, para usar o nome mais precioso do Universo e que está acima de todo nome, e assim realizar Grandes feitos em nome do Senhor Jesus Cristo, o Doutor dos doutores.

                                   O Ato de Amor e elevada Confiança e Estima de emprestar o nome, de enviar alguém em seu nome com autoridade de curar enfermos, expelir demônios e proclamar o Reino de Deus em seu nome.
 

3.         A Obra Missionária.

¶ E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.
Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão;
Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu;
Simão, o Cananita, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu.
¶ Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos;
Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel;
E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus.
Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Mateus 10:1-8

                                   Talvez você se surpreenda, mas a fé de Judas era mais madura do que muitos de nós, pois, ele assistia de perto os Sinais e Prodígios realizados por Cristo entre as multidões de povos. Judas Iscariotes provou da unção, da graça, do ministério, do poder, da oportunidade de Realizar Milagres e Maravilhas em Nome de Jesus, o Deus Forte e Maravilhoso. Judas Iscariotes debaixo da Autoridade e Poder concedido por Cristo:

·         Expulsou Demônios;
·         Pregou o Evangelho a muitas criaturas
·         Curou diversas Enfermidades;
·         Falou novas línguas
·         Curou muitos leprosos
·         Curou muitos Paralíticos
·         Curou muitos cegos
·         Curou muitos surdos e mudos;
·         Ressuscitou morto.

Obs.: Não é de se duvidar que tenha ganhado e até batizado almas.

Fez tudo isso e muito mais em nome de Jesus, o Pai da Eternidade. Algo que nem todos os cristãos desfrutaram. Imagine o Judas Iscariotes falando em línguas angelicais, orando por vários cegos, mudos, paralíticos e enfermos e todos recebendo cura das mais diversas moléstias. Veja o Judas Iscariotes expelindo demônios de pessoas oprimidas e cativas, contemple Judas trazendo a mensagem pura do Reino de Deus às almas desvalidas e famintas de ouvir a palavra de Deus. Exatamente era assim Judas antes de se vender Jesus por trinta moedas de pratas.   

4.         A Manutenção

                        Para locomover de uma cidade para outra, havia um custo, entre os apóstolos havia aqueles que possuíam familiares e parentes dependentes. Como se sabe Pedro e João deixou o oficio de pesca para seguirem a Cristo. Judas Iscariotes assim como os outros discípulos necessitava calçar, comer e vestir, e tais coisas exigiam uma despesa extra. Como Judas fora de certo modo contratado por Jesus para:

- Por meio de Cristo para realizar grandes feitos em seu nome;
- Viajar por vários lugares com o Chefe das Missões Mundiais;
- Proclamar a Mensagem do Reino de Deus em vários lugares;
- Auxiliar pessoal e diretamente a Cristo Jesus, o Alfa e Ômega;
- Acompanhar de perto a pessoa mais Amada e Extraordinária do Universo e de todos os tempos.

                         Judas com todos esses privilégios e oportunidades, ainda era de certa forma “sustentado”, assalariado por Cristo, o Pão da Vida e grande El Shaday, o Deus da Providencia.


5.         A Tesouraria de Missões.

Porque, como Judas tinha a bolsa, pensavam alguns que Jesus lhe tinha dito: Compra o que nos é necessário para a festa; ou que desse alguma coisa aos pobres. João 13:29
Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava. João 12:6

                                   Entre os 12 havia Mateus Levi, o coletor de Imposto, possivelmente devido a má fama dos coletores de Impostos, Jesus evitou maus comentários de fora acerca do responsável pela tesouraria, separando ninguém menos que Judas IsIscariotes para guardar a “bolsa”. Ora, na bolsa se guardava os valores depositados nas coletas (Lc. 8:1-3/ Lc. 19:1-7) Deveria conter uma elevada soma de dinheiro, quando era distribuída entre os mais necessitados. Judas era o responsável direto pelas finanças de Cristo, o Rei da Glória. Porém, corrompeu-se tirando recursos sem a devida autorização do Dono, Jesus o legitimo Dono do Céu e da Terra e de tudo que há. Mesmo sabendo que Judas tirava da bolsa secretamente, Jesus lhe deu oportunidade de se redimir de seus roubos e furtos. Mas a inveja e avareza de Judas eram notáveis.


Então Maria, tomando um arrátel de ungüento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do ungüento.
Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse:
Por que não se vendeu este ungüento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres?
Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava. João 12:2-6

Obs.: 01 Denário corresponde ao salário pago por um dia de serviço
                                   Judas quando assaltava a “Bolsa” estava roubando/furtando pelo menos a 04 vezes:

 - Ao Deus Trino
 - As Almas
 - Aos Apóstolos/Amigos próximos
 - A Si mesmo
 - A Sua Salvação Individual

                                   Judas Iscariotes cometia tal pecado horrendo, mesmo sabendo que os “Roubadores” não herdarão o Reino de Deus.

Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. 1 Coríntios 6:10  

O Ponto fraco de Judas era o Dinheiro, temos aqui pelo menos três evidencias concretas disso:

 - O Constante roubo da “bolsa”
 - Quando Maria derramou um arrátel (LIBRA romana, igual a 325 g) de unguento de nardo puro nos pés de Cristo, correspondente a
 - A Venda do Salvador por 30 Moedas de Pratas
           

6.         A Testemunha Ocular.

¶ E aconteceu que, acabando Jesus de dar instruções aos seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles.  Mateus 11:1
E comeram todos, e saciaram-se; e levantaram dos pedaços, que sobejaram, doze alcofas cheias. Mateus 14: 20
E levantaram doze alcofas cheias de pedaços de pão e de peixe.
Marcos 6: 43   
                   
                                   Nenhum de nós contemplou Cristo Jesus em carne e osso curando os paralíticos, dando vista para os cegos, capacitando os mudos a falar e os surdos ouvirem. Não presenciamos Cristo fisicamente anunciando o Evangelho em nosso lugar, com seu próprio corpo glorioso, nem assistimos o nosso Deus Encarnado Ressuscitando os Mortos. Do mesmo modo não assentamos aos pés do Bom e Grande Mestre para ouvir e aprender de seus grandes e maravilhosos mandamentos e doutrinas.
                           Todavia, Judas Iscariotes contou com todos esses privilégios e oportunidades e muitos mais.


7.         A Intimidade

E, chegada à tarde, assentou-se à mesa com os doze.
E, comendo eles, disse: Em verdade vos digo que um de vós me há de trair.
E eles, entristecendo-se muito, começaram cada um a dizer-lhe: Porventura sou eu, Senhor?
E ele, respondendo, disse: O que põe comigo a mão no prato, esse me há de trair. Mateus 26: 19-23
                              
                                   Ora, nem Paulo, nem João, nem Pedro, nem Tiago, ninguém teve a oportunidade de se assentar tão perto, e o privilegio de molhar o pão no mesmo prato que Jesus, apenas ele, Judas Iscariotes.
                                   Sua intimidade era imensurável, era o tesoureiro, o amigo, o discípulo chamado, o apostolo escolhido, a testemunha ocular, o acompanhante, o mensageiro imediato entre outros pontos que faziam de Judas o grande privilegiado e dono de gigantescas oportunidades.


8.         A Convivência

                        Poucos seres humanos na Terra contaram com o privilegio de conviver com Cristo, o Verdadeiro Amigo, lado a lado:

 - Nem Abraão, o amigo de Deus e nosso Pai na Fé;
 - Nem Moisés com sinais e prodígios no Egito e no Deserto;
 - Nem Samuel, aquele que ouvia Deus chamar seu nome;
 - Nem Davi, com o coração segundo o coração de Deus;
 - Nem Salomão com toda a sua Sabedoria;
 - Nem Isaías, o Profeta Messiânico;
 - Nem Daniel, O profeta do Apocalipse do Antigo Testamento;
 - Nem Paulo, o Grande Apostolo;
 - Nem os grandes Homens e Mulheres de Deus de hoje

                        Raros contaram com grande Privilegio e Oportunidade de está do lado de Cristo durante seu ministério terreno. No Período do Ministério Terreno de Cristo, Judas Icariotes teve mais tempo ao lado de Jesus do que Maria sua mãe. Talvez quando se trata de convivência ministerial, ele só perde para Pedro, Tiago e João. 


9.         A Hora do Beijo 

                        Não há registro explicito, ou seja, claro e expresso de que algum discípulo ou apostolo tenha beijado a face de Jesus. O Beijo entre os apóstolos não se encontra nem nos evangelhos apócrifos. Há apenas uma suposição que esporadicamente como saudação, havia o ósculo santo, como sinal de amor fraternal em Cristo, puro, santo, respeito, sem nenhum resquício de falsidade, sedução, ou qualquer coisa dessa natureza.  
                        Judas foi o apostolo que de acordo com o texto sagrado beijou Jesus na face, por contar com intimidade. Ele poderia usar qualquer sinal, mas, infelizmente, foi justamente o beijo, que ele escolheu para trair seu Mestre e Senhor da Salvação.
                        Quantos de nós temos o privilegio e a oportunidade de beijar a face de Cristo? Judas teve esse imenso privilegio e oportunidade, porém, desperdiçou da pior maneira possível.

 10.     A Porta Na Cidade Celestial com seu nome.
11.      A Governança com Cristo no Milênio.  
12.      A Vida, a Honra e o Gozo Eterno.



Indicação do vídeo: Natércia Cristina  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”.Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais;2)Cegueira Por causa dos próprios pecados.3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                   …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                             Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                         Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")