Pular para o conteúdo principal

LÍDIA A VENDEDORA DE PÚRPURA


  • Mensagem baseada em Atos 16:11 ao 15

Filipos era a primeira Cidade do Distrito da Macedônia, e uma colônia romana, onde Paulo passou alguns e conheceu uma vendedora de púrpura chamada Lídia, da Cidade de Tiatira, era uma mulher temente a Deus, seu coração tinha fome e sede de ouvir a Palavra de Deus, e sempre estava atenta a ouvir a Mensagem divina.  

Lídia era uma mulher convincente, comunicativa, decidida que atraia as pessoas pela sua simpatia. É importante considerar que a pessoa de Lídia foi a que mais se destacou em sua família, apesar de todos serem batizados na sua casa.

Possuía uma vida exemplar e de Bom testemunho, a ponto de dizer a Paulo: Se haveis julgado que eu sou fiel ao Senhor, entrai em minha casa, e ficai ali. E nos constrangeu a isso. Este convite foi lançado por ela junto com sua família. Verifica-se a Hospitalidade de Lídia e sua família.

O Valor da Purpura era muito alto, somente a elite poderia adquirir tal tecido, isso revela que Lídia acessava a todos os níveis sociais da sociedade, desde a mais pobre a mais rica, incluindo pagãos e cristãos, ela sabia lidar com todos.

Segundo os escritos de Marcial o preço da púrpura poderia facilmente ultrapassar a casa dos 2.500 denários, o equivalente a 2.500 dias de trabalho. A Púrpura era um artigo de luxo, que somente a elite poderia adquirir.

Lídia comprava Púrpura e revendia; isso indica o poder aquisitivo de Lídia, e sua clientela, portanto acreditasse que algumas mulheres da elite converteram-se ao cristianismo através de Lídia.

A Fala de Lídia era persuasiva e convincente, o apostolo Paulo não tinha o hábito de se hospedar em qualquer lugar, mas Lídia, liderando a família rogou humildemente a Paulo e seus companheiros para que se hospedarem na casa de sua família a tal ponto de convencê-lo.  
    
Atos 16: 15 Depois que foi batizada, ela e a sua casa, rogou-nos, dizendo: Se haveis julgado que eu sou fiel ao Senhor, entrai em minha casa, e ficai ali. E nos constrangeu a isso.

Quanto ao estado civil de Lídia não se sabe ao certo, ela deveria ser uma mulher casada, já que foi batizada ela e sua casa, pode-se supor também que poderia ser uma mulher solteira ou viúva, que assumia a liderança da família e sustentava a todos. Mas o consenso é que ela era uma mulher de muitas posses que servia a Deus com muito esmero e que seu coração era tocado por Deus para atentar para a Palavra de Deus.

Apesar de contar com uma clientela privilegiada e abastarda de recursos, e de desenvolver atividades comerciais, Lídia sempre achava um tempo para buscar a palavra de Deus. Pois acima de tudo Cristo nos disse:



Mateus 6: 31 Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? Ou: Que havemos de beber? Ou: Com que nos havemos de vestir?
32 (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso.
33 Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")