Pular para o conteúdo principal

A UNÇÃO DA ALEGRIA (RISO) ENSINADA POR CRISTO - PARTE 1


A Unção da Alegria ensinada por Jesus no A.T. e no N.T.


I – Cristo Revela sua Missão no Novo e Antigo Testamento
II – Cristo, a Verdadeira Alegria dos Pobres.
III – Cristo, a Cura para aos Quebrantados de Coração.
IV - Cristo, a Liberdade para os Cativos.
V - Cristo, o Restaurador da Visão.
VI - Cristo, o Libertador dos Oprimidos.
VII – Cristo, o Proclamador do Ano Aceitável ao SENHOR.
VIII - Cristo, aquele que faz o Coxo saltar de Alegria.


I – A Revelação no Antigo Testamento e no Novo Testamento

Outrora, de algum modo Jesus revelou para o profeta Isaías sua missão terrena, com cerca de 700 anos de antecedência, grande foi o privilegio de Isaías. Então, nessa ocasião, no Evangelho escrito por São Lucas, o qual compõe o Novo Testamento, Cristo trás a memória a revelação dada por ele a Isaías no Antigo Testamento:

E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito:
O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração,
A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do Senhor.
E, cerrando o livro, e tornando-o a dar ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele.
Então começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.
Lucas 4: 17-21

Diante disso somos conduzidos a ver que a Unção e Missão de Cristo são muito mais amplas e complexas do que imaginamos, e que a Missão e Unção do Messias quebram protocolos e limites estabelecidos pelos homens, além de sepultar equivocados conceitos sobre sua missão e unção. Ela é extremamente divina e profunda demais para o raciocínio humano.

O Assunto de sua Unção e Missão é explicado pelo próprio Mestre Jesus, ora, ninguém melhor do que ele para explicar sua missão, mas, antes de tudo é importante ressaltar que sua unção e missão foram descritas mais de 600 anos antes dele vir ao mundo pelo profeta Isaías.

É Repetida no Novo Testamento para que ninguém tenha duvidas acerca dos propósitos divinos.


II – Cristo, a Verdadeira Alegria dos Pobres.

O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres...

Antes da fundação do Mundo, Jesus foi ungido pela pessoa do Espírito Santo para Evangelizar os pobres. Ora, existe porventura pobre alegre? E se a sua alegria existir é verdadeira? E se for verdadeira vem de onde?

Sabemos que somente Deus pode nos oferecer a verdadeira alegria, para que assim possamos rir e encontra paz e felicidade diante da escassez e superar todas as coisas como Paulo escreveu: “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.” (Fl.4: 13).

Embora, temos que admitir que nem sempre os Ricos são de fato ricos, pois, são carentes de amor, de saúde, de paz, de alegria, da presença de Deus e de outras riquezas necessárias para sua alma e salvação.

Existem três Naturezas de Alegrias:

a)     Alegria de Natureza Divina: É Autêntica, Verdadeira, preenche a alma e o coração, mantêm a mente sóbria, é uma alegria duradoura, um regozijo que vem da parte de Deus, capaz de fazer os tristes saltarem de alegria.

E, saindo elas pressurosamente do sepulcro, com temor e grande alegria, correram a anunciá-lo aos seus discípulos. Mateus 28:8

Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará. .

b)     Alegria de Natureza Diabólica: É Repentina, por vezes destruidora, zombeteira, inconveniente, indecente, imprópria. Esta falsa alegria vem da parte do Diabo, é uma tentativa frustrada de copiar a alegria divina, por isso causa vexame, medo e vergonha.

O júbilo dos ímpios é breve, e a alegria dos hipócritas momentânea?  20:5

c)      Alegria de Natureza Humana: Vem da alma humana, é fruto de sentimentos meramente humanos, como cócegas, e, ao ver e/ou ouvir algo engraçado, ou situações hilárias que conduzem ao riso espontâneo, é momentânea.

Cristo oferece a Alegria de Natureza Divina para seus amados, porque toda e qualquer tristeza e/ou angustia não pode permanecer no coração/alma de seus servos, isso não quer dize que os servos de Deus não fiquem tristes, porém, é inadmissível que permaneçam definitivamente tristes e angustiados. 

O que leva a preciosa semente do Evangelho andando e chorando, está predestinado a voltar com alegria trazendo consigo seus molhos.

Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.Salmos 126:6 .

A fim de que, pela vontade de Deus, chegue a vós com alegria, e possa recrear-me convosco. Romanos 15:32

Deus torna o nosso pranto em folguedo, que o diga Israel, que em tempos de muita dor e tristeza profunda se vestia em pano de saco como sinal de humilhação, angustia e dor profunda. Deus visitava desatava o pano de saco, e cingia a pessoa profundamente angustiada com intensa alegria.

Tornaste o meu pranto em folguedo; desataste o meu pano de saco, e me cingiste de alegria, Salmo 30:11

Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo. Salmo 9:2  
.

E terás prazer e alegria, e muitos se alegrarão no seu nascimento, Lucas 1:14.



III – Cristo, a Cura dos Quebrantados de Coração.


... Enviou-me a curar os quebrantados de coração...

Qual fórmula para a Cura dos quebrantados de Coração? Qual ingrediente não pode faltar para Curar os Quebrantados de Coração? Que mal faz a verdadeira alegria ao Coração quebrantado? 

O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos. PV. 17:22

O coração alegre aformoseia o rosto, mas pela dor do coração o espírito se abate. Pv. 15:13 .

A Verdadeira Alegria é um remédio para o Coração quebrantado, pois, o coração alegre aformoseia o rosto. É a dor que provoca abatimento de espírito e males até para os ossos. Todavia Cristo como cura para os de coração quebrantado trás uma alegria sem igual ao coração.

Por isso fomos consolados pela vossa consolação, e muito mais nos alegramos pela alegria de Tito, porque o seu espírito foi recreado por vós todos.

Portanto está alegre o meu coração e se regozija a minha glória; também a minha carne repousará segura. Salmo 16:9.

A Verdadeira Alegria é uma conseqüência, de ato divino, um resultado de uma palavra de consolo que somente pode vir da parte de Deus; diante disso cada um reflete essa alegria a sua maneira, alguns choram de alegria, outros sorriem, outros saltam de alegria...

Cada um a seu modo expressa sua alegria, e ninguém pode condenar ninguém por causa de suas reações ao se alegrarem, pois cada um exprime suas emoções e sentimentos a sua maneira.

Todos os dias do oprimido são maus, mas o coração alegre é um banquete contínuo.Pv. 15:15 .

Porque temos grande gozo e consolação do teu amor, porque por ti, ó irmão, as entranhas dos santos foram recreadas. Filemom 1:7.

Sim, irmão, eu me regozijarei de ti no Senhor; recreia as minhas entranhas no Senhor.Filemon 1:20 


IV - Cristo, a Liberdade para os Cativos.

...A pregar liberdade aos cativos...

As Igrejas contam com muitos cativos que vivem um período de prova, onde a angustia sempre está presente. Há entre estes aqueles que terminam caindo no mar da depressão, do stress, e até do suicídio. Há almas desfalecendo e morrendo debaixo de nossas narinas, enquanto estamos deixando de lado a comunhão com o Espírito Santo.

Há tantos viciados dentro das igrejas, afinal cadê a liberdade? Que tipo de liberdade estamos pregando dentro de nossas congregações? Por que há tantos cativos dentro das religiões que se dizem cristãs? É óbvio que há exceções nem todas as denominações estão contaminadas com essa chaga mortal.  

A voz de gozo, e a voz de alegria, a voz do esposo e a voz da esposa, e a voz dos que dizem: Louvai ao Senhor dos Exércitos, porque bom é o Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre; dos que trazem ofertas de ação de graças à casa do Senhor; pois farei voltar os cativos da terra como ao princípio, diz o Senhor. Jeremias 33:11

Quando Cristo pregava liberdade aos Cativos, estes sentiam a liberdade fluir nas suas veias físicas e espirituais, sentiam o gosto da liberdade, enxergavam-na mesmo que não quisessem vê-la. Cristo retirava as escamas espirituais dos olhos dos religiosos e do povo pregando a liberdade dos Cativos. 

Como resultado da ausência da autentica proclamação de liberdade aos cativos a igrejas estão repletas de pessoas estressadas, depressivas e com enorme potencial de suicídio. 

E os resgatados do Senhor voltarão; e virão a Sião com júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido. Isaias 51:11.

Ao ver o Cativo a liberdade ficará alegre ou triste? Seria surpresa se alguns cativos vendo a liberdade que é o Cristo, saltar de alegria ao sair do cativeiro? Ou alguém diria que este Cativo saltando está endemoninhado? Será que não estamos demais acomodados em nossas cadeiras? Será que o conforto de nossas igrejas está causando sono espiritual? Será que a falta de unção nos Mensageiros está provocando travamento nos ossos e nas almas dos ouvintes?

Geralmente temos um povo triste, descontente, um exército de zumbis, que andam como se estivesse vivos, quando na verdade estão mortos, tomados pelo desespero, dor e desanimo sem a esperança de dias melhores. Um povo despreparado para o dia da Batalha, que não sabe luta que desanima em qualquer adversidade, estamos precisando de mensageiros do porte Jesus e de Habacuque.

Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado;
Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação.
Habacuque 3: 17,18


V - Cristo, o Restaurador da Visão.

... E Restauração da Vista aos Cegos...

Os doutores da lei, os escribas agrupados entre Fariseus, Saduceus e outros grupos não conseguiam ver o Cristo, eles estavam cegos, dementes, com suas mentes alienadas a tradição e aos ensinos humanos. Esses escribas e doutores da lei estavam mergulhados no oceano dos conceitos humanos sobre o Messias sua Unção e Missão.   

Estavam com conceitos completamente equivocados acerca do Messias, esperavam um Messias que destruiria as forças do Império Romano, o qual eles julgavam ser o seu maior opressor, quando o maior opressor era satanás e eles não conseguiam ver.

Roma era um instrumento divino de juízo em relação a muitos povos, em especial os judeus e samaritanos. Havia um prazo designado para o fim do Império Romano, mas antes desse prazo era necessário haver Restauração de Visão para que os filhos de Abraão pudessem ver o seu Salvador, Cristo Jesus, o Messias.

Deixai-os; são cegos condutores de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova. Mateus 15:14.

Hoje, a cena se repete muitos crentes, pastores, missionários, evangelistas e até apóstolos estão cegos em relação ao Messias sua unção e Missão. Estão querendo limitá-la a sua mera e medíocre visão humana e carnal.  

Encostam-se em velhas Doutrinas humanas e Doutrinas Diabólicas, deixando de lado as Doutrinas Divinas que vão além das interpretações humanas, as quais se baseiam exclusivamente nas interpretações da Bíblia.

Ou Seja, limitam o trabalhar de Deus e as Manifestações do Espírito Santo a seus conceitos, a sua visão arcaica e errônea. Assim confundem a real e abrangente Unção e Missão do Messias. Ditam regas algumas vezes infames blasfemando contra o Espírito Santo atribuindo ao Diabo as Obras do Espírito Santo, por confundirem o seu manifestar.   

E os resgatados do Senhor voltarão; e virão a Sião com júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemidos. Isaías 35:10 .

Parece contraditório, confuso, mas muitos que se dizem “Mestres, Doutores e Teólogos”, que afirmam ver as verdades bíblicas, estão cegos diante das diferentes maneiras da Unção e Missão do Messias, Cristo Jesus.

Eles não compreendem, e pelo fato de não compreenderem passam a condenar, a Unção de Alegria, também conhecida como unção de Isaque ou do Riso, entre outras ações do Espírito Santo. Aliás, o que Cristo quer dizer com o seguinte texto?

A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de gozo (alegria) em vez de tristeza; vestes de louvor em vez de espírito angustiado. (Is. 61: 3)

Por outro lado Jesus escolheu as coisas loucas desse mundo para confundir as sábias, escondeu dos sábios e revelou aos simples que não viam tamanha dádiva.


VI - Cristo, o Libertador dos Oprimidos.

A pôr em liberdade os oprimidos...

Entre a Missão e Unção do Messias (Messias = Ungido de Deus) está a libertação dos Oprimidos. Quem está oprimido é raro rir espontaneamente e com mui felicidade.

Pelo contrário chora, pois a angustia está sempre presente diante de seus olhos e dentro de sua alma, está a um passo da mais profunda depressão, do stress, do desespero, do suicídio, da desistência de tudo e de todos.

Daí, a necessidade de haver um processo de libertação, e um dos primeiros passos é a alegria que dá razão de viver, de se santificar, de servir ao SENHOR. Pois, os vícios danosos provocam tristeza, dor, angustia e uma sensação de vazio, além remorso.

Servindo a Cristo, passamos nos encontrar com Deus, sentimos alegria sem medida e motivações para seguir adiante.  

Quando Cristo liberta o oprimido, ele quebra todo jugo de opressão, dá alivio, tira todo o fardo que oprime a alma, desmantelar os agrilhoes do opressor.    

Venham a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Mateus 11:28.


VII – Cristo, o Proclamador do Ano Aceitável ao SENHOR.


... Anunciar o ano aceitável do Senhor... O Anuncio do Ano aceitável ao SENHOR é bem vindo, nos trás regozijo, alegria, paz, vida e outras bênçãos...

Estamos com a oportunidade de aceitar ao SENHOR, não podemos desperdiçar essa rica oportunidade. Aliás, é ELE, o SENHOR que nos aceita com todas as nossas falhas e defeitos, isso não quer dizer que vamos permanecer no pecado, mas, sairemos dele.

Isso não seria uma razão mais do que suficiente para nos alegrar, nos regozijar no SENHOR? Por qual motivo estaríamos acabrunhados, angustiados, enclausurados, depressivos, estressados? Se estivermos no ano aceitável do SENHOR ficaremos tristes ou alegres por seu amor, poder e misericórdia?

O Ano aceitável ao SENHOR trata-se de um período estabelecido pelo próprio Deus concedendo oportunidade ao ser humano de se arrepender de seus pecados e servir a Deus. É uma chance do ser humano se converter de seus maus caminhos e retornar com arrependimento genuíno perante o SENHOR Deus todo poderoso.

Findando o Ano Aceitável do SENHOR, logo vem o Dia da Vingança Divina, por essa e outras razões devemos buscar ao SENHOR com todo o nosso coração, alma e mente, em tempo aceitável enquanto se pode achar.

A apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; Isaias 61:2.

A Unção e a Missão de Cristo eram incompreensíveis para muitos de seu tempo, e hoje se repete esse cenário, ora, queria matar o Cristo antes do tempo por causa da missão e da unção que ele declarava está sobre ele.

E todos, na sinagoga, ouvindo estas coisas, se encheram de ira.
E, levantando-se, o expulsaram da cidade, e o levaram até ao cume do monte em que a cidade deles estava edificada, para dali o precipitarem.
Lucas 4:29

Não me admiro que muitos queiram matar seu ministério, ou tentar calar sua voz por causa da unção e da missão de Cristo sobre sua vida.

Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.
João 14:12-14

Os carnais não compreenderão sua chamada, pois nem a chamada de Cisto eles compreendem. Vou, além, será que eles compreendem a chamada deles? Por essa razão não cessemos de orar por nós e por todos, inclusive em favor de nossos opositores.


VIII - Cristo, aquele que faz o Coxo saltar de Alegria.

Então os coxos saltarão como cervos, e a língua dos mudos cantarão; porque águas arrebentarão no deserto e ribeiros no ermo. Isaías 35:6 


Qual seria a reação de pregadores hoje ao ver o coxo saltar de alegria? Será que tornariam a quebras as pernas do coxo? Eles não estão acostumados a lidar com o sobrenatural.

Porém, o coxo ao perceber firmeza em suas pernas, em seus ossos, pois a unção de Cristo penetra até os ossos em conjunto com sua palavra.

Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.
Hebreus 4:12

O Coxo saltaria de alegria igual um cervo, e como a corsa correria ao encontro do SENHOR. Pois, antes não podia nem se levantar, agora pode andar e até saltar, e por isso sua alegria era contagiante de tal modo que todo o povo glorificava a Deus.

E veio ter com ele grandes multidões, que traziam coxos, cegos, mudos, aleijados, e outros muitos, e os puseram aos pés de Jesus, e ele os sarou, 
Mateus 15: 30.

De tal sorte, que a multidão se maravilhou vendo os mudos a falar, os aleijados sãos, os coxos a andar, e os cegos a ver; e glorificava o Deus de Israel. Mateus 15: 31. 

Deixo uma pergunta para meditação: Será que somente os coxo quando curados devem saltitar de alegria, ou será que não temos razões no SENHOR  de saltar de alegria?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")