Pular para o conteúdo principal

A LUZ DO ANTES DO SOL (GÊNESIS)


Imagem relacionadaGênesis Capítulo 1 :1     No princípio, criou Deus os céus e a terra.
2        A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas.
3        Disse Deus: Haja luz; e houve luz.

I – Outras Fontes de Luz

No Princípio não havia nenhuma fonte de luz propriamente dita como conhecemos hoje. Entretanto, Deus quando cria os Céus, e mais necessariamente o Primeiro Céu, Ele cria também as Ondas de Luzes visíveis e Invisíveis. Sabe –se que o Sol, a lua e as estrelas, não são as únicas fontes de luz no Universo, e que existem fontes de Luzes muito mais antigas no Universo. Entre elas destaca-se a Luz de Ondas, nela está a luz Ultravioleta, raio X entre outras. Há também a luz de Ondas longas a qual inclui a luz Infravermelha, ondas de Rádio e etc. 

“Henry Morris observou: “É óbvio que a luz visível é destinado principalmente [em Gênesis 1,3 JM], já que foi criada em contraste com a escuridão. Ao mesmo tempo, a presença de ondas de luz visíveis envolve necessariamente todo o espectro eletromagnético. Além das ondas de luz visível estão, por um lado, a luz ultravioleta e todas as outras radiações de ondas curtas e, por outro lado, a luz infravermelha e a outros fenómenos de onda longa” (p. 56). John D. Morris observou:
            Na verdade, existem muitas fontes de luz, não apenas o sol. Há também muitos tipos de luz, não apenas a luz visível. A luz de onda curta inclui a luz ultravioleta, raios-X, e outras. A luz de ondas longas inclui a luz infravermelha, ondas de rádio, etc. A luz é produzida pela fricção, pelo fogo, por inúmeras reações químicas, bem como as reações nucleares de fissão e fusão atómicas, que é o que nós pensamos que está ocorrendo no sol. Deus tinha na ponta de seus dedos muitas opções para cumprir Seus propósitos. A luz não exigiu automaticamente o sol (2008, p. 14).”

FONTE:
(Leia mais: http://logosapologetica.com/como-pode-existir-luz-antes-do-sol/#ixzz56WmsfrMQ
Follow us: @lapologetica on Twitter | LogosApologetica on Facebook)

Essas Fontes Luzes com toda facilidade poderiam ser utilizadas para determinar “Tarde e Manhã”, os quais são registrados no Gênesis nos Seis Dias da Criação, até o haver o Sol, a lua e as estrelas para Iluminar a Terra e determinar dia e noite, sinais, estações, dias e anos.

Resultado de imagem para SOL E LUA ESTRELASGênesis 1: 14        Disse também Deus: Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos.
15      E sejam para luzeiros no firmamento dos céus, para alumiar a terra. E assim se fez.
16      Fez Deus os dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite; e fez também as estrelas.

No caso os Dias da Criação dificilmente podem ser compreendidos como Dias literais de 24 horas, quando os sol, a lua e as estrelas, somente foram criados no Dia Quarto. E são exatamente o Sol, a Lua e as estremas que Iluminam a Terra e determinam a separação entre Dia e noite, para servirem de sinais, para as estações, para dias e anos.


II – A Luz de Gênesis 1:3 Seria Cristo?

A Luz de Gênesis 1:3 não pode ser confundida com a Luz de Cristo citada em João 1:1-3. A Luz de Gênesis 1:3 é uma luz cósmica (material) que poderia ser vista. Enquanto a Luz de Cristo é Espiritual, serve para iluminar os Homens de boa vontade, que procuram servi-lo com o coração integro. As duas Luzes são diferentes.

Gênesis 1:2           A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas.
3        Disse Deus: Haja luz; e houve luz.

Gênesis 1:2 Revela que a Terra além de está sem forma e vazia, estava em trevas, na mais absoluta escuridão planetária. Sendo a Terra informe e vazia, para que ela pudesse gerar vida e ser preenchida, necessitava de uma divisão entre Luz e Trevas. E de acordo com antigas teorias, a Terra já possuía Água, Terra e Fogo dentro de si. Ela precisa de calor externo e de uma mudança no Ar que lhe cercava, para assim criar dentro e em torno de si uma Biodiversidade composta de toda espécie de vida material que se pode imaginar.

Embora Cristo seja a Luz do Mundo, e nele esteja a vida, a Luz de Gênesis 1:3 é uma luz física e visível, que tem como finalidade ocupar um espaço inóspito antes ocupado pelas trevas. Essa Luz é identificada pelo próprio Deus como Dia:

Gênesis 1: 4          E viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas.
 5       Chamou Deus à luz Dia e às trevas, Noite. Houve tarde e manhã, o primeiro dia.

Chamou Deus à Luz “Dia”, essa luz é física, material, visível, cósmica (...) não seria Cristo. Outro ponto curioso é que Gênesis 1:2 informa que o Espírito de Deus pairava sobre a face do abismo. Neste caso, ele é um transmissor de Luz Espiritual. Deus não precisava criar outra luz espiritual, já que o Espírito Santo seria capaz de iluminar a todos.
Outro fator a considerar em Gênesis 1:2 e 3 é que não havia homens para serem iluminados por Cristo.  Ora, se não havia homens para serem iluminados, logo não haveria necessidade de luz.

O Texto de Gênesis 1 ao 19 registra logo de início a necessidade de uma fonte de luz Cósmica e fontes de luzes especificas para iluminar a Terra.


      a)    Necessidade de Luz Cósmica

Gênesis 1: 2          A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas.
3        Disse Deus: Haja luz; e houve luz.

Como a Terra estava informa e vazia, Deus decidiu dá forma e preenche-la e para isso, criou dentro e fora da Terra uma série de substancias, elementos e para dá forma e preencher o planeta Terra. Entre os Elementos e Sustâncias criou as Ondas iniciais de Energias, entre elas as ondas curtas e ondas longas, servindo de base para transmitir raios X e ultravioletas, luzes infravermelhas além de outras luzes que favorecem a proliferação de algumas espécies de vidas.

As Trevas naturais eram predominantes sobre a Terra, e sobre todo o primeiro Céu (Universo), pode-se imaginar o imenso Universo vazio, embora ele ainda esteja em expansão, e passando pelo mesmo processo inicial gerando corpos celestes materiais. 
  

      b)    Havia Necessidade da Luz de Cristo?

Gênesis 1: 2          A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas.
3        Disse Deus: Haja luz; e houve luz.

Estando o Espírito Santo pairando sobre as águas na Terra, onde não havia Vida humana, com toda a certeza não haveria necessidade de Luz Espiritual, pois já possuía, o próprio Espírito Santo para iluminar.

O Espírito Santo é terceira pessoa da Trindade, assim Cristo também estava ali, iluminado a tudo e a todos. Cristo Jesus não pode ser confundido com uma luz física, cósmica, material.... É no limiar do caos espiritual quando a Criação da Terra e da humanidade estavam mais uma vez comprometidas, pois, outrora, aconteceu o Diluvio Universal.  Surge o Cristo como Luz dos Homens e não do planeta Terra.

Evangelho Segundo João Capítulo 1 :1       No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
2        Ele estava no princípio com Deus.
3        Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.
4        A vida estava nele e a vida era a luz dos homens.
5        A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela.
6        Houve um homem enviado por Deus cujo nome era João.
7        Este veio como testemunha para que testificasse a respeito da luz, a fim de todos virem a crer por intermédio dele.
8        Ele não era a luz, mas veio para que testificasse da luz,
9        a saber, a verdadeira luz, que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem.


Conclusão: A Luz de Gênesis 1:3 Era uma Luz Cósmica essencial para a Manutenção do Universo, incluindo o Planeta Terra, mas era incapaz de Iluminar a Terra Completamente, e de determinar dia e noite, sinais na terra e estabelecer Estações, Dias e anos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Cabelo da Mulher Cristã- Nove (09) Lições Bíblicas

Referencias: 1ª Co. 11:4-15/ 1ª Tm. 2: 9,10/ 1ª Pe. 3: 1-3

                           Três passagens bíblicas utilizadas por “teólogos” radicais, com estilo farisaico, para proibir as tranças, cortes e frisados nos cabelos, além do uso de jóias.  Mas em destaque nesta postagem, é o cabelo da Mulher Cristão. Temos postagens que tratam do uso de jóias nos seguintes sites:
Deus condena o uso de Jóias?  
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2011/10/deus-condena-o-uso-de-joias.html
O Uso de Jóias segundo Paulo e a Bíblia
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2013/01/o-uso-de-joias-segundo-paulo-e-biblia.html
Nove Lições sobre o Cabelo da Mulher Cristã segundo a Bíblia:
1.Cabelo longo da mulher cristã lhe é Honroso 2.Cabelo tosquiado/rapado na mulher cristã é Desonroso 3.Cabelo longo da mulher é sinal de poderio sobre os anjos 4.Cabelo longo em lugar do véu 5.Um traje modesto com pudor é mais importante que uma trança atraente 6.O Enfeite interior da mulher cristã vale mais do que um enfe…