Pular para o conteúdo principal

Parábola da Figueira- Algumas Lições


Lc. 21: 29 Propôs-lhes então uma parábola:
Olhai para a figueira, e para todas as árvores;
30 quando começam a brotar, sabeis por vós mesmos,
ao vê-las, que já está próximo o verão.
31 Assim também vós, quando virdes acontecerem estas coisas,
sabei que o reino de Deus está próximo.
32 Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo isso se cumpra.
33 Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão.

No Monte das Oliveira havia a visão era ampla de praticamente toda a Cidade de Jerusalém, sendo um monte de elevada proporções era possível de cima monte ver praticamente todo o Templo de Herodes, este templo de Mármore com detalhes de ouro parecia um monte de neve no meio da Cidade.
                                 Referindo-se a esse Templo Jesus disse que não ficaria pedra sobre pedra (Mt. 24:1 -4). A Destruição ocorreu em 70 d. C sob o Comando do General Tito. 

                                   A Parábola da Figueira foi dita nessa ocasião quando Cristo tratava sobre o Principio das Dores. A Parábola visa despertar os servos de Deus sobre a Vigilância em nós Mesmo e aos acontecimentos que envolvem “Os Princípios das Dores”. Trás a memória a preparação dos justos para o Grande Dia do Senhor, usando como objeto de ilustração uma figueira que brota antes do verão. Ele dá as seguintes recomendações:

A)    Lc. 21: 34 Olhai por vós mesmos... Não é para OLHAR os outros e sim para olhar a nós mesmos. No ato da Ceia isso é reforçado, tendo que julgar a nós mesmos/ 1ª Co. 11: 28 Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice.
Jesus NÃO orienta a observar a vida alheia, mas a nossa vida se está ou não em conformidade com a Palavra de Deus.

Mateus 7:1 Não julgueis, para que não sejais julgados.
2 Porque com o juízo com que julgais, sereis julgados;
e com a medida com que medis vos medirão a vós.
3 E por que vês o argueiro no olho do teu irmão,
e não reparas na trave que está no teu olho?
4 Ou como dirás a teu irmão:
Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu?
 
B)     ... Não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria... A Comida não é tudo, não devemos viver em função dela. A Moderação faz bem a saúde do Corpo e da Alma. (1º Co. 14: 40)

1º Co. 6: 12, 13 12 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.
Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos...

C)      ... Não aconteça que os vossos corações se carreguem de embriaguez... Os Beberrões não herdarão o Reino de Deus, pois o Reino de Deus não é comida e nem bebida. 1ª Co. 6: 10 nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.

D)      ... E Não aconteça que os vossos corações se carreguem dos cuidados da vida... No dia a dia ocupamos nosso coração com muitas coisas, nos acarretando (sobrecarregando). Certa Feita, Cristo nos orientou para VIGIAR O NOSSO ‘OLHAR’.

Mateus 6: 19 Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
20 mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
21 Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.
22 A candeia do corpo são os olhos; de sorte que,
se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz;
23 se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso.
Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!

Sobre as Inquietações da Alma Cristo como o maior Psicólogo de todos os tempos disse:

João 14:1 Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

E)      E aquele dia vos sobrevenha de improviso como um laço... Já que desde criança escutamos que em breve Jesus virá, e até agora não veio, pelo menos por enquanto. Nesse caso Necessitamos sempre permanecer em estado de alerta.

F)       Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo isso se cumpra (Lc. 21: 31) Há várias interpretações para esta declaração, uma delas refere-se a geração da Graça (a Graça de Jesus é o único meio de Salvação), a segunda a Geração de Judeus a qual não se misturou até hoje; 

Lc. 21: 35 Porque há de vir sobre todos os que habitam na face da terra.
36 Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que hão de acontecer, e estar em pé na presença do Filho do homem.

Conclusão: Assim como a Figueira brotava na Primavera anunciando que o verão estava próximo para colher seus frutos. A vinda de Cristo seria de igual modo. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")