Pular para o conteúdo principal

A Serpente falou no Jardim do Éden?



I - A Serpente falou no Jardim do Éden?
  
                                            
 Ateus, agnósticos, incautos, profanos, neófitos... Muitos destes ridicularizam o texto sagrado, quanto à serpente, alegam que a serpente falou e começam a afirmar que o texto em questão é um mito, uma fábula, conto de fada ou coisa semelhante. Até, mesmo em algumas gravuras a serpente aparece literalmente falando.
                                              
 É necessário que qualquer leitor da Bíblia Sagrada use devida cautela na hora de interpretar textos da Bíblia Sagrada, e, faça uma distinção, entre o sentido literal e simbólico. Como se trata de um livro espiritual, e é necessário o Dom de Discernimento Espiritual, que somente Deus pode conceder, porque ele é o “Mentor” da Bíblia.

 No texto em pauta Deus, o autor do livro (Moisés) referem-se a Satanás como “Serpente”, além do mais essa não é a única passagem na Escritura Sagrada que identifica o Diabo como serpente.

 Não existe cobra falante e muito menos cobra com a capacidade de convencer, argumentar, formular perguntas etc... No mínimo Eva estranharia uma serpente lhe chamando no Jardim e não daria crédito.
                                           
Tanto o Apostolo João como o Apostolo Paulo identificam a serpente do Jardim como Satanás:

E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. Apocalipse 12:9
Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. Apocalipse 20:2
Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. 2 Coríntios 11:2-3
                               O Diabo agiu astutamente de modo sorrateiro, traiçoeiro (...) como uma serpente. Ele não se transformou numa serpente, nem usou uma serpente, mas agiu como uma serpente sagaz.   


II – Uma Teoria bastante aceita

                               Há uma Teoria teológica bastante aceita que admite que todos os animais no Princípio de algum modo falavam com o casal Adão e Eva, por essa razão Eva não estranhou a serpente falando (O Diabo estando incorporado na serpente sem que Eva soubesse). Esse dom de “fala” ou capacidade direta de se comunicar com os seres humanos foi perdido por consequência do pecado do casal, tornando-se a terra (toda a criação) maldita.
“E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo.” Gênesis 3:16-18

                               Cita como uma das evidencias a ocasião que a jumenta falou com Balaão, como prova que os animais outrora se comunicavam com os humanos através da fala. Mas, que tal comunicação foi perdida em consequência do pecado.

"E, vendo a jumenta o anjo do Senhor, deitou-se debaixo de Balaão; e a ira de Balaão acendeu-se, e espancou a jumenta com o bordão.
Então o Senhor abriu a boca da jumenta, a qual disse a Balaão: Que te fiz eu, que me espancaste estas três vezes?
E Balaão disse à jumenta: Por que zombaste de mim; quem dera tivesse eu uma espada na mão, porque agora te mataria.
E a jumenta disse a Balaão: Porventura não sou a tua jumenta, em que cavalgaste desde o tempo em que me tornei tua até hoje? Acaso tem sido o meu costume fazer assim contigo? E ele respondeu: Não.
Então o Senhor abriu os olhos a Balaão, e ele viu o anjo do Senhor, que estava no caminho e a sua espada desembainhada na mão; pelo que inclinou a cabeça, e prostrou-se sobre a sua face.
Então o anjo do Senhor lhe disse: Por que já três vezes espancaste a tua jumenta? Eis que eu saí para ser teu adversário, porquanto o teu caminho é perverso diante de mim;
Porém a jumenta me viu, e já três vezes se desviou de diante de mim; se ela não se desviasse de diante de mim, na verdade que eu agora te haveria matado, e a ela deixaria com vida."

Números 22:26-33

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")