Pular para o conteúdo principal

MAIS DE 500 TESTEMUNHAS DO CRISTO VIVO NA BÍBLIA

      Paulo

O Apostolo Paulo faz eco ao que todos contemporâneos de Jesus, O Cristo, já sabiam dentro dos termos do Império Romano, a começar de Jerusalém. A Morte de Cristo Jesus foi amplamente divulgada no Império Romano e fora dele, assim também foi anunciada a sua Ressurreição em todos os cantos da Terra, como ainda hoje se faz.

Paulo começa afirmando que Jesus foi sepultado, e que ao terceiro dia Ressuscitou, e usa como provas: 

·         As Escrituras;
·         Cefas (Pedro);
·         Os Apóstolos;
·         Mais de 500 irmãos;
·         Tiago, irmão do SENHOR;
·         O Seu Testemunho.

*Vale salientar que o Cristo Ressuscitado foi visto mais de uma vez pelos apóstolos.

Testemunho de Paulo

¶ Homens, irmãos e pais, ouvi agora a minha defesa perante vós
(E, quando ouviram falar-lhes em língua hebraica, maior silêncio guardaram). E disse:
Quanto a mim, sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia, e nesta cidade criado aos pés de Gamaliel, instruído conforme a verdade da lei de nossos pais, zelador de Deus, como todos vós hoje sois.
E persegui este caminho até à morte, prendendo, e pondo em prisões, tanto homens como mulheres,
Como também o sumo sacerdote me é testemunha, e todo o conselho dos anciãos. E, recebendo destes, cartas para os irmãos, fui a Damasco, para trazer maniatados para Jerusalém aqueles que ali estivessem, a fim de que fossem castigados.
Ora, aconteceu que, indo eu já de caminho, e chegando perto de Damasco, quase ao meio-dia, de repente me rodeou uma grande luz do céu.
E caí por terra, e ouvi uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?
E eu respondi: Quem és, Senhor? E disse-me: Eu sou Jesus Nazareno, a quem tu persegues.
E os que estavam comigo viram, em verdade, a luz, e se atemorizaram muito, mas não ouviram a voz daquele que falava comigo.
Então disse eu: Senhor, que farei? E o Senhor disse-me: Levanta-te, e vai a Damasco, e ali se te dirá tudo o que te é ordenado fazer.
E, como eu não via, por causa do esplendor daquela luz, fui levado pela mão dos que estavam comigo, e cheguei a Damasco.
E certo Ananias, homem piedoso conforme a lei, que tinha bom testemunho de todos os judeus que ali moravam,
Vindo ter comigo, e apresentando-se, disse-me: Saulo, irmão, recobra a vista. E naquela mesma hora o vi. Atos 22:1-13
Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras,
E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.
E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze.
Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também.
Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos.
E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo. 1 Coríntios 15:2-8

Mais de 500 Testemunhas


Não foram apenas uma ou duas testemunhas, a visão do Cristo Ressuscitado não se limitou apenas aos 12 apóstolos, além destes havia também algumas mulheres que acompanhavam Jesus, que o viram-no Ressuscitado, ou seja, as testemunhas oculares da Ressurreição de Cristo vão além, do grupo pessoas mais próximas que lhe seguiam; envolve ainda centenas de pessoas que o viram vivo depois da morte de cruz, por um período de quarenta dias.

Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus. Atos 1:2-3

E tais testemunhas espalharam a Boa Nova por vários os cantos e regiões do mundo antigo.

Descarta-se a possibilidade de ser uma “mensagem falsa” formalizada entre seus fiéis seguidores (grupo dos 12). A Visão do Cristo Ressuscitado foi além de qualquer grupo, já que foi visto por mais de 500 pessoas, o que pode incluir comunidades inteiras, já que os povoados eram pequenos demais naquele tempo contando com pouco mais de 100 pessoas, como ainda hoje se ver em alguns lugares no mundo.

Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus. Atos 1:2-3

No espaço de 40 dias Jesus foi visto por centenas de pessoas estando ressuscitado, com provas infalíveis.

Ninguém de seu tempo duvidava de sua existência, de s feitos, de sua morte e ressurreição.

As dúvidas vieram mais precisamente mais de 1.000 depois, por parte de pessoas que não possuíam um conhecimento básico de fatos históricos.   

Quinhentas testemunhas oculares espalharem a Noticia que o Cristo que havia morrido, estava vivo, e muito bem vivo, realizando sinais que nem foram escritos nos evangelhos.

Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro João 20:31

Estas 500 testemunhas foram fundamentais para a propagação do Evangelho até os confins da terra, a começar pelo vasto Império Romano. Algo que seria impossível para um grupo composto de apenas 12 ou 20 pessoas. O Evangelho se expandiu de modo amplo, crescente e abrangente em vários cantos do mundo graças a Deus e a centenas de pessoas que testemunhavam o Cristo Ressurreto.

É Necessário considerar que ainda é crescente e presente nos dias de hoje o relato de pessoas que dizem que tiveram algum tipo de experiência com o Cristo Ressuscitado.
Ouvimos diariamente nas Redes sociais, no rádio, na TV e em outros meios de comunicação.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3
              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Zacarias, pai de João Batista- Parte 1 (Personagens Bíblicos)

Dados Gerais sobre Zacarias, pai de João Batista  

A postagem visa facilitar estudos sobre a pessoa exemplar de Zacarias, pai de João Batista, deixando claro, logo no principio que admite -se cópias desta postagem desde se cumpra as normas dos Direitos Autorais.

Zacarias (do hebraico זְכַרְיָה, Zekariyah, "Deus se lembrou")