Pular para o conteúdo principal

Quem foi o Evangelista Mateus?



A Vocação de Mateus Levi (Mc. 2: 13-17)
 
                                     E Tornou a sair para o Mar, e a multidão (Não poucos, mas muitos) iam ter com ele, e ele os Ensinava com prazer. No meio do caminho viu Levi, o Mateus, filho de Alfeu.  Temos dois personagens com o nome de Alfeu, um é pai de Tiago (Lc. 6: 15) e o pai de Mateus, Levi. (Mc. 2: 14). A Função pública de Publicano, Mateus Levi, estava tão mal vista, que Jesus equiparou com a situação das Meretrizes, pecadores e pagãos (Mc. 2: 16/ Mt. 18: 7/ Mt. 21: 31). Mateus era publicano, cobrador e impostos, alguns publicanos coletavam imposto ilícitos, e fazendo relatórios falsos para o governo.


Conjectura com base em Marcos: Mateus Levi, filho de Alfeu.

                                   Quando Jesus passa ali chama Mateus, que deveria conhecer Jesus, pelo menos de vista ou de nome, deveria está com desejo em seu coração de seguir a Jesus, isto fica patente diante do fato de Jesus chama-lo e Mateus de prontidão levanta-se e segue a Cristo. Mateus agiu semelhante aos pescadores quando foram chamados a margem do Mar da Galiléia. Na Equipe de Discípulos de Cristo já se podia contar com cinco Galileus.

                                 Mateus Levi, um judeu, filho do popular Alfeu, entranhado no círculo de pessoas do poder dos Romanos, ganhou créditos e passou a trabalhar como Publicano, com essa profissão de coletor de Impostos contava com a simpatia dos Romanos e a Antipatia de seus patrícios, os judeus.
                             
                                    Seu nome ‘Levi’ devia-se ao fato de seu Pai considerar muito a descendência de Levi, tribo responsável pelas atividades religiosas no templo, o nome Levi, de certo modo expressava o desejo de Alfeu de ver o seu filho, servindo ao SENHOR.

                                    O Menino cresceu habilidoso com as letras e com os números, conhecia a Lei Mosaica, e o ramo dos Negócios contábeis de Roma. Inteligente, comunicativo e de muitos amigos Mateus cresceu, e trabalhava na sombra e água fresca, na alfândega, onde atendia centenas de pessoas todos os dias. Certa feita alguém foi acerta os impostos e começou a narrar alguns feitos de Jesus. Enquanto pagava as contavas perguntou: Mateus! Você viu Jesus de Nazaré?

- Mateus exclamou: Jesus de Nazaré? !
- Contribuinte: Sim! Jesus de Nazaré, agora está morando aqui em Cafarnaum.
- Mateus: Mas se ele é de Nazaré o que faz morando aqui? Deve ser porque aqui é um grande centro comercial, e os Negócios aqui são muito mais lucrativos do que em Nazaré, aquele pequeno vilarejo!
- Contribuinte: Não foi para fins comerciais que ele veio, estou vendo que você não sabe de nada morando aqui em Cafarnaum, você só sabe fazer contas Mateus... risadas.
- Mateus também ri e diz: Então pra quê veio o Nazareno aqui?
- Contribuinte: Esses, Jesus, o Nazareno, curou um leproso... foi interrompido.
- Mateus: Um Leproso, você está louco, leproso, não tem cura, e do jeito que os sacerdotes estão corrompidos ultimamente, um leproso jamais seria curado.
- Contribuinte: É mais este leproso foi curado! Foi encaminhado para os sacerdotes, eu vi com meus olhos, o leproso se aproximou de joelhos no meio da multidão e disse: Senhor se queres que eu seja curado, eu serei. Na hora eu duvidei e fiquei triste com a situação daquele homem. Mas o melhor aconteceu. Esse Jesus olhou para o Homem com um olhar de misericórdia e disse: Eu quero! Sê limpo, e o leproso foi curado na mesma hora.
- Mateus Ouviu o relato atenciosamente e disse: Sabe amigo eu faria qualquer coisa para seguir um homem como esse e servi-lo. Pois ele tem todas as características do Messias descrito na Lei e nos Profetas. Este homem só pode ser o Cristo, Bendito, prometido por Deus aos nossos antepassados.
Contribuinte: Bom Mateus a conversa está boa, mas tenho que ir.    
              
 A Partir daquele dia Mateus ficou encafifado, quem este homem, na hora vaga procurou através de informações a casa deste Jesus de Nazaré, não foi difícil, até encontrou, porém ele estava sempre viajando. Difícil era encontrá-lo. 
                                     
Na Alfândega, uma repartição pública onde os impostos de mercadoria eram cobrados. Mateus ouviu um grupo de pessoas comentando sobre Jesus e ele se aproximou e escutou:
                                    
Um deles se Chamava Tiago que dizia: Jesus de Nazaré, está causando o maior reboliço onde vai.               
                O Segundo membro do Grupo Aristóbulo perguntou: Como assim? Que tipo de reboliço e esse Tiago?
                 Tiago responde: Olha! Chega mais, chega mais, vou falar baixinho, a coisa é grave.
                Todos se aproximaram de Tiago e ele começou a falar. Mateus chegou perto do grupo para ouvir, não entendia nada e ficou incomodado que Tiago estava falando para seus colegas. Terminou a conversa e Mateus discretamente se afastou um pouco.

                       Nisso um deles Diógenes diz: Se a coisa continuar assim Roma pode balançar e uma Nova religião pode surgir.

                    Tiago: Praticamente já existe, chamam seus seguidores de Nazarenos...

                   Aristobulos: Se de fato a coisa pega! Os Fariseus, Saduceus e Escribas, vão ter que dá lugar para os Nazarenos. Mas me responde uma coisa: Esse Jesus, bem que poderia ser um Rei!
Diógenes: Imagina um Rei que cura os Leprosos, expulsa demônios e cura todas as doenças, seria algo tremendo, é por isso que Digo que Roma pode balançar.                   
                                  
 Tiago: Seria muito Bom se isso se tornar realidade, mas os lideres religiosos, não vão deixar por menos. O grupo começou a caminhar e se distanciar do local onde Mateus estava, no entanto continuavam falando em suposições, porém Mateus não podia mais ouvi-los.                   
A Curiosidade de Mateus crescia a cada dia, e diariamente ouvia alguém falar dos feitos de Jesus. No seu intimo dizia consigo mesmo: Este é o Messias, esperado, não pode ser outro, ninguém pode expulsar demônios senão Deus, ninguém pode Perdoar pecados, somente Deus e seu Filho pode fazer isso. Lembro-me de Alguns publicanos foram batizados por João Batista, no dia que eles forma batizados no Jordão, João Batista apontou um Homem no meio da multidão, dizendo que era o ‘Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo’. na hora que eles falaram isso não acreditei, mas agora estou juntando as coisas. Enquanto pensava vê um reboliço na multidão, e pergunta: Que agitação é essa do povo, rebelião? 
                         

Alguém responde: Não! Não é rebelião é o tal de Jesus de Nazaré que vem, e parece que ele vem aqui!...

                                   Mateus fica estático olhando diretamente para Jesus. E de repente ele vê o maravilhoso, dá o sinal com a mão para ele.
                  Mateus pergunta: Aponta pra si mesmo como se estivesse dizendo: Sou eu?!   
                  Jesus diz: vem! Segue.
                  Mateus Não pensa duas vezes levanta e segue a Cristo Jesus pela fé, logo em seguida convidou Jesus e seus amigos para sua casa para um banquete.

Mateus Levi

 Mateus Levi, o cobrador de Impostos (Mt. 9: 9 e Lc. 5; 27), era um homem de visão e hospitaleiro, ofereceu um banquete para todos. Jesus não se importunou com a presença dos pecadores em torno da mesa, ele dividia fraternalmente o banquete oferecido a ele com todos, inclusive com Escribas e fariseus. Entretanto a presença de cobradores de impostos e pecadores incomodavam aos fariseus e escribas. Estavam os escribas e fariseus murmurando um com outro: Porque ele come e bebe com os publicanos e pecadores? Eles esperavam um Jesus anti-social. O Mestre Jesus viu mais uma vez as intenções dos corações deles e respondeu para eles: ‘Os sãos não necessitam de médicos, mas sim os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores. ’            
                                      

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que Jesus Cuspiu antes de curar o Cego?

Mensagem com base em João 9: 1-23


I – Qual causa da Cegueira do Homem?
 Este nascera cego curiosamente para Glória de Deus, os discípulos procuravam uma causa para a cegueira e perguntaram: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”. Fizeram a pergunta possivelmente com base em Êxodo:
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.Êxodo 20:4-5
1)Cegueira como maldição hereditária, por parte dos pais; 2)Cegueira Por causa dos próprios pecados. 3)Cegueira para que se Manifeste as Obras de Deus
Jesus descartou as duas primeiras possibilidades, com seguinte resposta:
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
João 9:2-3

              O Homem era cego para que em hora oportuna se manifestasse nele a Obra de Deus.

II – Jesus contrariando os Homens                                    …

Hagar e Ismael no Deserto- Deus Ouve

(Texto Gn. 21; 14-21)                              Abraão levanta pela madrugada, toma pão e um odre de água, dá para Hagar colocando as coisas no ombro dela, pega o menino de aproximadamente 17 anos entrega-o para Hagar e despede a ambos, e despede. Hagar sai uma direção definida no deserto de Berseba, e sai errante. (Gn. 21; 14)
                         Uma dor e uma confiança tremenda dentro de Abraão. Ele sabia que nem Hagar e nem Ismael iriam morrer no deserto, porque Deus havia lhe garantido que faria de Ismael uma grande nação, e para isso Deus supriria todas as necessidades.                          Por outro lado Sara sua esposa estava muito incomodada, com o desprezo de Ismael em relação à Isaque, estava surgindo um clima muito comprometedor entre Ismael e Isaque, o que poderia cedo ou tarde gerar graves conseqüências. O próprio Deus aceitou a proposta de Sara, porque Deus havia traçado um Propósito na vida de Ismael à parte da casa de Abraão. Mais tarde tudo indica que casa de…

Cabelo da Mulher Cristã- Nove (09) Lições Bíblicas

Referencias: 1ª Co. 11:4-15/ 1ª Tm. 2: 9,10/ 1ª Pe. 3: 1-3

                           Três passagens bíblicas utilizadas por “teólogos” radicais, com estilo farisaico, para proibir as tranças, cortes e frisados nos cabelos, além do uso de jóias.  Mas em destaque nesta postagem, é o cabelo da Mulher Cristão. Temos postagens que tratam do uso de jóias nos seguintes sites:
Deus condena o uso de Jóias?  
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2011/10/deus-condena-o-uso-de-joias.html
O Uso de Jóias segundo Paulo e a Bíblia
http://prjefersonfabiano.blogspot.com.br/2013/01/o-uso-de-joias-segundo-paulo-e-biblia.html
Nove Lições sobre o Cabelo da Mulher Cristã segundo a Bíblia:
1.Cabelo longo da mulher cristã lhe é Honroso 2.Cabelo tosquiado/rapado na mulher cristã é Desonroso 3.Cabelo longo da mulher é sinal de poderio sobre os anjos 4.Cabelo longo em lugar do véu 5.Um traje modesto com pudor é mais importante que uma trança atraente 6.O Enfeite interior da mulher cristã vale mais do que um enfe…